Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Verdão segue perto do Mengão nos pontos e bem longe na bola

Vitor Guedes
São Paulo

Nesta longa estrada da vida, vou correndo e não posso parar... Alô, povão, agora é fé! O Palmeiras entrou em campo precisando vencer o Fortaleza de qualquer jeito e, mesmo sem jogar bem, longe disso, conseguiu o seu objetivo, 1 a 0, placar, modesta e precisamente, antecipado por Caneladas do Vitão.

Com a vitória do líder Flamengo, na véspera, Mano Menezes sabia que não podia ter uma recaída e flertar com o empate. E olha que o treinador deu pinta de que estava mais preocupado em não tomar gol. Sem o suspenso Dudu (ídolo, justamente, cobrado por não decidir os grandes jogos), Mano optou pelo meia Zé Rafael e faltou poder de fogo ao Palestra. Aliás, no entediante primeiro tempo, faltou tudo. Para o time verde, que precisava vencer para se manter como real candidato ao título, e também faltou ambição ao Fortaleza, mesmo lutando contra a degola, já que atuava em casa.

Willian Bigode corre para comemorar com os companheiros o gol da vitória do Palmeiras sobre o Fortaleza
Willian Bigode corre para comemorar com os companheiros o gol da vitória do Palmeiras sobre o Fortaleza - Cesar Greco/Ag. Palmeiras

A verdade é que não aconteceu absolutamente nada. A bola, coitada, apanhou e foi maltratada o tempo todo. Um horror até considerando já o fraco nível da média dos jogos do Brasileiro.

Os treinadores Zé Ricardo e Mano Menezes voltaram com as mesmas formações do intervalo. E antes que o palmeirense pudesse cornetar, Willian, contando com desvio de André Luís, após escanteio de Scarpa, abriu o placar no Castelão. Essa foi a diferença do segundo tempo, o “detalhe”, o gol do Bigode.

Em vantagem, o Palmeiras continuou não criando nada, mas, com boas atuações de Vitor Hugo e Gustavo Gómez, também não sofreu atrás. O Fortaleza teve a bola, ciscou, rondou, mas não penetrou nem finalizou com perigo.

A diferença para o Flamengo continua de três pontos e duas vitórias, o que significa, pelo menos, duas rodadas. Pela diferença de bola, a distância na pontuação é até pequena…

A boa notícia para a torcida que canta, vibra e corneta é que não há ninguém incomodando a vice-liderança no retrovisor. Agora, o caríssimo elenco, que não ganhou nada no ano, não pode se contentar em ser vice...

Voltaire: “Conquistar não é suficiente. É preciso saber seduzir.”

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Destaques da 20ª rodada do Brasileirão

Santos em queda livre

Dos sete primeiros colocados, só o Peixe perdeu. Foi atropelado no show gremista. O Trio de Ferro venceu jogando pouca bola, o Inter, também. Na briga pelo título, o favorito Flamengo está sobrando na turma e, ainda que teoricamente, continua sendo ameaçado só pelo vice-líder Palmeiras. O Peixe, que despenca na tabela, já sente calor no cangote de Inter, Corinthians, São Paulo e Grêmio. A luta pelas vagas diretas e nas fases prévias deve continuar equilibrada porque, Mengo à parte, só o Grêmio —justamente o rival rubro-negro nas semifinais da Libertadores—, quando não poupa todo mundo, joga bola no Brasileirão...

Campinho Seleça
Arte Agora
Campinho Selelama
Arte Agora

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.