Santos fica só no empate com o Fluminense no Maracanã

Peixe sai na frente, mas leva gol contra e vê rivais pelo título do Brasileirão abrirem vantagem na liderança

Claudinei Queiroz
São Paulo

A tão esperada recuperação não aconteceu. Apesar de ter criado algumas boas oportunidades de marcar, o Santos acabou tropeçando pela quarta vez seguida no Brasileirão —duas derrotas e dois empates—​ ao empatar por 1 a 1 com o Fluminense, no Maracanã, na noite desta quinta-feira (26).

Com o resultado, o Peixe viu sua distância para os líderes aumentar ainda mais. Agora, o Flamengo está dez pontos à frente (48 a 38) e o vice Palmeiras, sete (35).

O santista Aguilar tenta tomar a bola de Allan, do Fluminense, no duelo desta quinta-feira no Maracanã
O santista Aguilar tenta tomar a bola de Allan, do Fluminense, no duelo desta quinta-feira no Maracanã - Lucas Merçon/Fluminense FC/Divulgação

O Flu aproveitou o seu pontinho em casa para sair da zona de rebaixamento. Empurrou o Cruzeiro para baixo e ficou em 16º.

Na próxima rodada, o Fluminense enfrenta o Grêmio, em casa, e o Santos recebe o CSA, na Vila Belmiro.

A partida foi cercada de tensão do início ao fim. Com direito a gol contra de Lucas Veríssimo, golaço de Soteldo, expulsões de Digão, Frazan e Marinho, e uma forte discussão entre Ganso e o técnico Oswaldo de Oliveira.

O Santos dominou o primeiro tempo diante de um Tricolor perdido. Derlis González, aos 10min, e Felipe Jonathan, aos 13min, perderam dois gols na cara para o Santos. Muriel fez grandes defesas nos dois lances, para desespero do técnico Jorge Sampaoli que, suspenso, assistiu ao duelo de um camarote e esbravejou muito. 

Ele só comemorou quando Soteldo abriu o placar, aos 39min. Ele recebeu na esquerda, passou por Nino e Gilberto na área e bateu de direita no canto de Muriel! 1 a 0 para o Peixe!

Após o empate, em um gol contra de cabeça do zagueiro Lucas Veríssimo aos 47min, o jogo se equilibrou e houve pouca emoção. 

No intervalo, o Peixe voltou com Carlos Sánchez no lugar de Derlis González, que não teve boa apresentação. Mas o time continuou esbarrando na defesa do Flu.

A melhor chance da parcial foi do volante Allan, aos 43min, quando perdeu uma grande oportunidade para o Fluminense após contra-ataque fulminante. Ele entrou na área e tirou do goleiro Everson, mas se desequilibrou e chutou para fora.

Após esse lance, o Peixe teve mais duas boas oportunidades, com Eduardo Sasha e Lucas Veríssimo, mas os dois não conseguiram acertar o gol de Muriel e o placar ficou mesmo no 1 a 1, deixando a torcida ainda mais preocupada.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.