Timão joga bem no Equador, mas é eliminado na semifinal da Sul-Americana

Alvinegro empata por 2 a 2 com o Independiente del Valle e dá adeus ao torneio por causa do jogo ruim em Itaquera

Claudinei Queiroz
São Paulo

Não foi como a Fiel torcida gostaria, já que o empate por 2 a 2 com o Independiente del Valle, no estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (EQU), acabou eliminando a equipe brasileira da Copa Sul-Americana. Porém o Timão mostrou em campo uma atitude que deu ânimo para o Brasileirão, com uma atuação eficiente na altitude de 2.800m de Quito.

Boselli, que marcou o primeiro gol corintiano em Quito, é acertado pelo goleiro Pinos, do Independiente del Valle
Boselli, que marcou o primeiro gol corintiano em Quito, é acertado pelo goleiro Pinos, do Independiente del Valle - Rodrigo Buendia/AFP

A equipe equatoriana fará a final do torneio dia 9 de novembro contra o vencedor de Atlético-MG e Colón, que se enfrentam nesta quinta (26), em Minas.

O técnico Fábio Carille surpreendeu com algumas alterações na equipe. Sem o suspenso Gabriel, Ralf assumiu a posição na cabeça de área, mas as novidades foram Boselli ao lado de Vagner Love e Ramiro no meio, ao lado de Sornoza.

Tranquilos com a boa vantagem, os jogadores do Del Valle começaram com muitos toques, girando a bola por todos os lados do campo e tentando achar uma chance de finalizar. Mas sem afobação. Os corintianos, ao contrário, ficaram concentrados na marcação, cercando os rivais e, quando pegaram a bola, partiram para cima em velocidade.

As principais chances do primeiro tempo foram do Alvinegro. Principalmente, a partir dos 20min, quando adiantou a marcação, dificultando a saída de bola do oponente. Com a pressão, o Timão marcou com Boselli em contra-ataque de Pedrinho e Love, após roubada de bola de Ralf. 

No fim, Cássio salvou o time em finalização de Sánchez e Love quase marcou um golaço após jogada individual e acertar o travessão. 

O segundo tempo começou igual ao anterior. Mas os donos da casa começaram a pressionar mais e ganhar espaço, ficando mais pertos do gol, que surgiu aos 22min. Como Ramiro tinha acabado de sair para entrar Clayson, não havia cobertura nas costas de Fagner. Assim, Jhon Sánchez foi lançado por ali, Manoel chegou atrasado e não conseguiu tomar a bola, deixando o rival passar e finalizar na saída de Cássio.

O Corinthians voltou a abrir vantagem com Clayson cobrando pênalti sofrido por Danilo Avelar, dando nova esperança à torcida. Mas o Del Valle, naquele momento, já dominava o jogo e achou o caminho do empate novamente com Cabeza, que acabara de entrar na partida.

Eliminado, o Timão volta suas forças para a disputa do Brasileirão, no qual está em quinto, com 35 pontos, 13 a menos que o Flamengo, mas com um jogo a menos.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.