Corinthians perde para o Cruzeiro e chega a cinco partidas sem vitória

Alvinegros reclamam bastante da arbitragem em Itaquera

Marcos Guedes
São Paulo

Em um jogo cheio de reclamações sobre a arbitragem de Bruno Arleu de Araújo, o Corinthians foi derrotado por 2 a 1 pelo Cruzeiro, no estádio de Itaquera. As queixas com o juiz do Rio de Janeiro não impediram a quinta partida consecutiva sem vitória da equipe alvinegra, que poderá sair do G-4 do Campeonato Brasileiro na sequência da 27ª rodada.

Na noite de sábado (19), diante de um rival ameaçado pelo rebaixamento, o time de Fábio Carille não começou bem. Até houve uma finalização perigosa de Gustavo, mas logo apareceu a dificuldade alvinegra na criação, restrita, na maior parte do tempo, às tabelas de Pedrinho e Fagner. Com Sornoza e Vital na faixa central, o time acabou perdendo o domínio do meio-campo para o Cruzeiro.

Ainda que não houvesse superioridade evidente, os visitantes atacavam com um propósito mais claro e chegavam bem pela esquerda. Em uma dessas jogadas, Thiago Neves cruzou rasteiro, e Fred perdeu o gol na pequena área.

Carregados por Pedrinho, os donos da casa encaixaram alguns bons lances em sequência e alcançaram o gol. Após um cruzamento da direita e outro da esquerda, aos 34min, Fagner pegou sobra, bateu bem e marcou o gol 11 mil da história do Corinthians.

Fagner finaliza para anotar o gol 11 mil da história do Corinthians - Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

A celebração foi bem curta, porque Bruno Méndez logo cometeu pênalti tolo em toque de mão. Fred fez a cobrança no canto esquerdo de Walter, aos 38min, para empatar o confronto.

Na etapa final, a cara do jogo mudou. Distantes até o intervalo, os jogadores de meio e de ataque alvinegros passaram a atuar mais próximos e a rondar a área.

Em sobra de falta, Pedrinho obrigou Fábio a fazer ótima defesa. Pouco depois, em mais um lance de bola alçada, a rede chegou a ser balançada por Mateus Vital, mas uma muito contestada falta foi anotada.

Bruno Méndez e Marllon, porém, falhavam seguidamente. Fred quase aproveitou um desses erros, mas também falhou na pequena área, de novo. Em seguida, aos 26min, ocorreu o lance que definiu o placar.

Do campo de ataque, Fagner cortou uma bola para trás, e o bandeirinha Luiz Claudio Regazone errou ao levantar seu instrumento para apontar impedimento. Marllon parou no lance, mas o juiz mandou seguir. Éderson deu sequência à jogada, driblou o goleiro Walter e levou ao desespero os torcedores alvinegros na zona leste de São Paulo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.