Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

TIM cancela serviço sem avisar

Leitor diz que ficou uma semana sem telefone

Patrícia Pasquini
São Paulo

O analista de contas mé­dicas Peterson da Silva Bar­bosa, 33 anos, de Interlagos (zona sul), diz que possui um pacote com a TIM e teve o serviço cancelado por ter atrasado em três dias o pa­gamento da fatura.

O consumidor conta que a TIM o contatou no dia 15 de abril e ofereceu 40% de des­conto na fatura.

Segundo ele, o pagamento foi efetua­do no dia seguinte, mas o si­nal não foi retomado. “Entrei
em contato diversas vezes. Os atendentes derrubam a liga­ção ou te transferem para outro setor. Ninguém quer registrar a reclamação. Pare­ce que a TIM está sempre cer­ta e os clientes errados”, queixa-se.

Foto ilustrativa de aparelho celular
Foto ilustrativa de aparelho celular - Ricardo Borges/Folhapress - 17.08.2015

TIM
Tel.: *144

Linha é desbloqueada

A assessoria de imprensa da TIM esclarece que o setor de relacionamento com o cliente entrou em contato com o Peterson da Silva Barbosa e informou que após pagamen­to da fatura a linha foi desbloqueada, dentro do prazo.

A operadora diz ainda que concedeu um desconto de R$ 40 na próxima fatura. Ao Agora o leitor disse que o si­nal foi restabelecido em uma semana e agradeceu a ajuda do jornal.

“O problema só foi resolvido depois que vocês intercederam”, afirma.

Veja outras reclamações

Claro

A aposentada Rosimeire Souza, 51 anos, de Francisco Morato (Grande SP), conta que, em 4 de janeiro, contratou um plano de celular da Claro. Porém, o sinal não funciona na região onde ela mora. “Pedi o cance­lamento na mesma semana, mas a Claro debitou R$ 274,02 da minha conta.”

Resposta

A Claro informa que está em contato com a cliente para finalização do caso. Ao Agora a leitora disse
que recebeu uma ligação da operadora, mas o problema ainda não foi resolvido. “Co­mo vou manter um serviço que não funciona?”

Mercado Livre


O aposentado por invalidez Cé­lio Salomão, 51 anos, da Vila Califórnia (zona leste), afirma que fez uma compra no Merca­do Livre e não recebeu a mer­cadoria. “Sempre faço compras e o vendedor faz como tivesse sido entregue na minha casa, sendo que não recebi. Quero que façam o estorno.”


Resposta

O Mercado Livre informa que entrou em con­tato com o cliente para expli­car que, como o produto não
foi entregue, a compra foi cancelada e o valor estornado estará disponível em sua conta na plataforma.

Casas Bahia

O contador Alexandre Eduardo Chaga, 45 anos, Itaquera (zona leste), conta que no dia 13 de abril comprou uma máquina de lavar de 13 kg nas Casas Ba­hia. O produto deveria ter sido entregue três dias depois, o 
que não ocorreu. O leitor tam­bém exige a multa de 2% pelo atraso na entrega.


Resposta

As Casas Bahia dizem que informaram ao cliente que o produto está no destino, mas a restituição da
multa permanece em análi­se. Ao Agora o leitor disse que a máquina foi entregue no dia 25. “Disseram que a mul­ta seria paga em dez dias.”

Hering

A autônoma Mariana Santos, 32 anos, do Paraíso (zona sul), conta que pediu a devolução de um produto comprado na loja online em janeiro e o valor não foi ressarcido. “Primeiro, falaram que o estorno seria via 
cartão de crédito. Depois, de­pósito em conta, mas até agora nada”, afirma.


Resposta

Por meio de no­ta, a assessoria de imprensa da Cia. Hering informa que o estorno do valor  correspondente foi feito no dia 3 de maio. Ao Agora a consumido­ra confirmou a devolução do dinheiro gasto.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.