Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Claro faz cobrança indevida, diz cliente

Aposentado diz que cancelou de telefone fixo, mas continua recebendo as faturas

Havolene Valinhos
São Paulo

O aposentado Elias Atum, 76 anos, do Jardim Penha (zona leste), conta que era assinante de uma linha de telefone fixo da Claro, mas, em fevereiro, solicitou o cancelamento do serviço. No entanto, o leitor afirma que, quatro meses após o pedido, continua recebendo cobranças da operadora.

Elias Atum conta que decidiu cancelar o serviço da operadora por não ter conseguido atendimento técnico para a sua linha telefônica; ele afirma que entrou em contato com a central  de atendimento, em vão
Elias Atum conta que decidiu cancelar o serviço da operadora por não ter conseguido atendimento técnico para a sua linha telefônica; ele afirma que entrou em contato com a central de atendimento, em vão - Rivaldo Gomes/Folhapress


“Cancelei a linha porque não estava funcionando como deveria. Quando reclamei para a Claro, disseram que era um defeito do aparelho. Então, comprei um novo equipamento, mas a falha permaneceu. Esperei quase três meses por um técnico da empresa para analisar o que estava acontecendo, mas ninguém resolveu nada. Por isso, resolvi cancelar”, explica.

 Atum relata que entrou diversas vezes em contato com a central de atendimento da operadora para tentar resolver a situação, porém, ele diz que sempre é informado de que não consta nenhum débito em seu nome e deve desconsiderar a cobrança. 

“O problema é que as faturas continuam chegando todos os meses”, queixa-se o leitor à reportagem.

O aposentado afirma que pagou a primeira conta que recebeu após o cancelamento, pois ficou com receio de seu nome ser incluído nos órgãos de proteção ao crédito. 

“A atendente da Claro disse que era melhor eu pagar e, depois, eles me devolveriam. O fato é que essa novela não termina. É uma dor de cabeça sem fim”, diz.

Claro: 1052

Operadora esclarece o cliente

A Claro, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, afirma que entrou em contato com Elias Atum e, na ocasião, prestou os esclarecimentos necessários.

A empresa diz ainda que continua à disposição por meio dos canais de comunicação: site http://www.cla
ro.com.br/clarofixo e central de atendimento 10321.

Em novo contato com o Agora, o leitor disse esperar não receber mais contas da operadora.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.