Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Americanas não entregam geladeira; veja outras reclamações

Cliente afirma que comprou o produto em julho, mas não recebeu até agora

Havolene Valinhos Laíssa Barros
São Paulo

A secretária Larissa do Carmo, 27 anos, de Diadema (Grande SP), conta que, no dia 12 de julho, comprou uma geladeira no site da Americanas para ser entregue, no máximo, até o dia 23 do mesmo mês, mas ela reclama que, até o momento, não recebeu a mercadoria.

Americanas.com prometeram entregar geladeira em julho, mas isso não ocorreu
Americanas.com prometeram entregar geladeira em julho, mas isso não ocorreu - Rivaldo Gomes/Folhapress 23 nov. 2010

“Paguei R$ 1.899 parcelados em dez vezes. A primeira prestação já está na fatura do meu cartão de crédito. No entanto, nem a nota fiscal do produto foi emitida”, queixa-se à reportagem.

Larissa relata que entrou diversas vezes em contato com a central de atendimento da empresa, porém, reclama que o caso continua sem solução. “A única coisa que dizem é que em breve darão alguma posição, o que nunca ocorre. Estou desanimada com essa situação. É um desrespeito o que as Americanas.com estão fazendo. Peço a intervenção do Defesa do Cidadão para solucionar o meu problema. Preciso urgente da geladeira. Não comprei um item de primeira necessidade à toa.” 

Americanas.com
(11) 4003-4848

Empresa entra em contato com a cliente

As Americanas.com pedem desculpas pelo transtorno e informam que entraram em contato com a cliente. A empresa propôs uma solução, que foi aceita pela consumidora. As Americanas dizem ainda que o atendimento será acompanhado até a conclusão. “Prometeram fazer a entrega”, disse a leitora ao Agora.

_____________________________________________________________________

Veja outras reclamações

Carrefour

José Carlos Teixeira, 53 anos, de Itaquera (zona leste), conta que tem uma dívida no cartão de crédito do Carrefour e não consegue mais pagá-la, pois os juros aumentaram e ampliaram o valor mensal do pagamento. “Tentei falar com eles, mas não tem conversa. Os juros que eles estão impondo são altíssimos. Quero pagar, mas da forma como venho sendo cobrado, não tenho condições. Preciso de uma renegociação.” 

Resposta

O Carrefour informa, por meio de nota, que está tentando contato com o leitor para prestar os devidos esclarecimentos, mas ainda não conseguiu falar com ele.

TIM

O autônomo Sérgio Augusto Barbosa de Freitas afirma que, em dezembro de 2018, a sua linha de celular da TIM parou de funcionar de repente. “Fui informado que o dono da linha tinha resgatado o chip. Depois, descobri que a minha linha havia sido portada para outra pessoa.” 

Resposta 

A TIM informa, em nota, que esclareceu que operadora não possui autorização para realizar portabilidade sem confirmação dos dados na operadora doadora da linha. Sendo assim, o cliente deve verificar com a operadora doadora, pois a portabilidade foi autorizada por ela.

Bradesco Saúde

Fui ao banco pagar o boleto da Bradesco Saúde, mas o rapaz do caixa disse que o boleto já estava pago. Questionei e ele respondeu que a informação constava no sistema. Liguei para a empresa e fui informada de que o convênio foi cortado.

Resposta

A Bradesco Saúde informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que entrou em contato com a leitora para prestar os esclarecimentos e que a questão foi resolvida. 

Vivo  

O aposentado Valmir Domingos de Carvalho, 56 anos, de Caçapava (116 km de SP), conta que, desde o mês passado, solicita para a Vivo uma relação de ligações feitas entre janeiro e junho, mas apenas dizem para que aguarde. 

Resposta

A Vivo informa que entrou em contato com o cliente para prestar os esclarecimentos necessários. A companhia diz ainda estar à disposição por meio da central telefônica 10315 (fixa) e *8486 (móvel), das lojas físicas e do SMS.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.