Desempregados dormem na fila para se candidatar a 800 vagas

Trabalhadores esperam até 14 horas em sede de sindicato na região central para tentar emprego; seleção acaba nesta sexta (30)

Julio Cesar Barros
São Paulo

Desempregados amanheceram nesta quinta (29) em uma fila em frente à sede do Siemaco (sindicato da área de limpeza), localizada na alameda Eduardo Prado, Campos Elíseos (região central da capital), para se cadastrar a uma das 800 vagas de emprego oferecidas por empresas de prestação de serviço.

A estimativa é que mais de 2.500 pessoas estiveram na fila, formada desde as 19h de quarta-feira (28). O atendimento começou às 9h da manhã de ontem. Ou seja, alguns candidatos enfrentaram mais de 14 horas de espera. “Cheguei aqui às 21h de ontem”, contou José Carlos dos Santos, 43 anos.

O trabalhador disse que seis pessoas já haviam chegado ao local antes dele, que foi acompanhado do sobrinho Geferson, 20.

Trabalhadores desempregados na fila do sindicato da limpeza, na região central da capital; local tem recebido uma média de 2.000 pessoas por dia desde segunda (26) , quando iniciou seleção com 800 chances - Rubens Cavallari/Folhapress

Sem emprego formal há três anos, Santos mora em Suzano (Grande SP) com a mulher, também desempregada, e três filhos pequenos. Ele só conseguiu ir ao sindicato graças à ajuda do cunhado, que lhe deu R$ 16 para a condução.

O Siemaco informou que desde segunda-feira (26) o local recebe, em média, 2.000 pessoas diariamente. São distribuídas 650 senhas por dia aos candidatos.

A desempregada Adriana da Silva, 48, chegou cedo ao metrô Marechal Deodoro. “Vi a multidão seguindo para o sindicato. As pessoas começaram a correr. Eu corri também. Tive medo de não conseguir me cadastrar”, disse ela, que chegou às 5h da manhã e foi atendida às 11h30.

José Carlos (esq.), 43 anos, passou a noite ao lado do sobrinho Geferson, na esperança de ter emprego - Rubens Cavallari/Folhapress

Sindicato prevê receber hoje 3.000 trabalhadores

O Siemaco espera que mais 3.000 pessoas compareçam à sua sede nesta sexta-feira (30) em busca de uma das 800 vagas que estão sendo oferecidas na seleção. Será o último dia para o cadastramento dos profissionais. A seleção começou na última segunda (26).

O atendimento ocorrerá das 9h às 12h, na alameda Eduardo Prado, 648 (região central). Como o número de trabalhadores têm sido alto, o sindicato está distribuindo senhas de atendimento. Ao todo, são 650 por dia.

Os postos são para as funções de porteiro, recepcionista e auxiliar de limpeza, com salário de R$ 1.180. As vagas são oferecidas pelo Grupo GPS, de prestação de serviços, para redes de supermercados com lojas em todas as regiões da capital.

Os interessados em uma das oportunidades oferecidas na seleção devem comparecer ao local com carteira de trabalho, RG e CPF. Caso tenham currículo, também podem levar. 

Mulher branca, de cabelo liso, com mochila, segura carteira de trabalho na mão esquerda e papel com senha na mão direita
Mesmo achando o salário muito baixo, a desempregada Adriana chegou cedo à fila: “Não posso escolher” - Rubens Cavallari/Folhapress
Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.