Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Empresa não entrega máquina de cartão

Taxista afirma que pagou e não recebeu o equipamento; "Reclamei várias vezes no SAC da Cielo, mas nada foi feito", diz

Laíssa Barros
São Paulo

O taxista Rubens Paes de Oliveira Júnior, 42 anos, da Vila Constança (zona sul), reclama que, em junho, comprou uma máquina de cartão da Cielo para seu estabelecimento, mas, mesmo após ter pago, nunca recebeu o equipamento. 

“Paguei à vista R$ 118,80 por uma máquina da Cielo, do modelo Mobile. A empresa me deu 15 dias para entregar o equipamento, mas isso não foi cumprido”, conta Júnior ao Agora. De acordo com o leitor, passado o prazo estipulado, ele entrou em contato com o SAC da Cielo e abriu reclamação, esperando uma resposta sobre a situação. 

“Fiz diversos chamados e protocolos. Falei com vários atendentes, mas nada foi feito”, diz ele. “Além de não cumprirem o prometido, não atendem o cliente. Fiquei muito desanimado com a empresa. Isso é uma vergonha. Não entregaram a máquina e nem se preocuparam em passar uma nova data”, queixa-se o taxista à reportagem. 

Depois de várias tentativas sem sucesso, Júnior resolveu cancelar o pedido da máquina de cartão. 
“Aí começou um novo processo e fui mais uma vez ignorado pela Cielo. Enviei todos os comprovantes do pedido e do pagamento e, mesmo assim, não devolveram meu dinheiro. Eles que estão errados e eu que tenho que ‘pagar o pato’. Peço a intervenção do Defesa do Cidadão para, enfim, resolver essa caso. Cielo nunca mais”, reclama o leitor. 

Leitor diz que comprou máquina da Cielo, mas o equipamento não foi entregue; ele cancelou a compra e ainda não recebeu o dinheiro de volta   - Rivaldo Gomes/Folhapress

Cielo devolve dinheiro

A Cielo informa que entrou em contato com o leitor para resolução do caso. A empresa diz que efetuou a devolução do valor de R$ 118,80, referente à compra da máquina Cielo Mobile. A Cielo afirma lamentar o ocorrido e que permanece à disposição de Júnior pelos canais de atendimento. Em novo contato com o Agora, o taxista confirmou o recebimento do valor. “Graças a vocês consegui a devolução. Vou investir em uma máquina de outra empresa”, disse o leitor. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.