Descrição de chapéu INSS

Salário mínimo e teto do INSS podem ter reajuste menor

Governo prevê inflação de 4,02%; veja como fica sua aposentadoria com esse aumento

Cristiane Gercina Fernanda Brigatti
São Paulo

O reajuste do salário mínimo e dos benefícios da Previdência Social em 2020 deverá ser um pouco menor do que o previsto em abril deste ano.

O motivo é a queda na previsão de inflação para 2019, segundo dados apresentados ontem pelo governo federal para o Orçamento do ano que vem.

Pela previsão, o mínimo deverá subir para R$ 1.039. Antes, a estimativa inicial era de R$ 1.040. Hoje, o piso dos salários e das aposentadorias está em R$ 998. Com isso, o trabalhador receberá R$ 1 a menos do que estava previsto inicialmente.

Os dados mostram que a inflação de 2019 deverá ser de 4,02%. Antes, a estimativa era de 4,2%. Com isso, o teto do INSS, hoje em R$ 5.839,45 deverá subir para R$ 6.074,20.

Antes, em abril, a previsão era de um teto de R$ 6.084,71. A diferença entre a previsão inicial e a de agora é de R$ 10,51.

Segundo relatório do governo, as aposentadorias vão receber aumento que corresponde à inflação, conforme a legislação. No caso do salário mínimo, o reajuste será um pouco maior, de 4,11%, porque o governo federal pretende arredondar o valor para cima.

Mas os valores ainda podem mudar. Isso porque a inflação do ano de 2019 só será oficialmente divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em janeiro.

A partir deste ano, o salário mínimo perde a política de valorização.

Reajuste do INSS | Valor menor do que o previsto

  • O governo revisou para baixo a previsão de inflação para este ano
  • Com isso, o reajuste das aposentadorias do INSS e do salário mínimo será menor do que o previsto

Ainda pode mudar
A previsão de inflação para este ano ficou em 4,02%; em abril, estava em 4,19%
No entanto, o índice final só vai se confirmar em janeiro de 2020, quando o IBGE divulgar a inflação de 2019

Mínimo um pouco maior
O reajuste no salário mínimo, no entanto, será de 4,11%
Isso ocorrerá porque o governo vai arredondar para cima o valor
Já os demais benefícios deverão ser reajustados pela inflação de 4,02%

Fim da política de valorização
Caso o Congresso aprove a proposta da gestão de Jair Bolsonaro (PSL), o próximo ano marcará o fim da política de valorização do salário mínimo criada pelos governos petistas
Até este ano, além da inflação, o índice de ajuste anual do salário mínimo incorporava o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes. 
Desde 2004, essa política acrescentou R$ 425 à renda de quem recebe o mínimo

Veja o valor dos benefícios em 2020

Valor atual (em R$) Previsão para 2020 (em R$) Diferença (em R$)
998 1.039 41
1.200 1.248 48,2
1.400 1.456 56,3
1.600 1.664 64,3
1.800 1.872 72,4
2.000 2.080 80,4
2.200 2.288 88,4
2.400 2.496 96,5
2.600 2.705 104,5
2.800 2.913 112,6
3.000 3.121 120,6
3.200 3.329 128,6
3.400 3.537 136,7
3.600 3.745 144,7
3.800 3.953 152,8
4.000 4.161 160,8
4.200 4.369 168,8
4.400 4.577 176,9
4.600 4.785 184,9
4.800 4.993 193
5.000 5.201 201
5.200 5.409 209
5.400 5.617 217,1
5.600 5.825 225,1
5.800 6.033 233,2
5.839,45 6.074,20 234,75
Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.