Número de inadimplentes segue em alta, diz pesquisa

Dados de agosto do SPC Brasil mostram que brasileiros devem R$ 3.277

Ana Paula Branco
São Paulo

O número de inadimplentes no Brasil continua crescendo. É o que mostra um levantamento do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), com dados da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas).

Quase a metade dos devedores (47%) tem dívidas acima de R$ 1.000. Em média, o brasileiro com nome sujo deve R$ 3.277.

Fila no penúltimo dia do Feirão Limpa Nome na tenda armada sob o viaduto do Chá
Fila no penúltimo dia do Feirão Limpa Nome na tenda armada sob o viaduto do Chá - Rubens Cavallari/Folhapress 22 Mar.2019

As contas de água e luz, que têm juros mais baixos, são as preferidas dos consumidores para o rodízio na hora de pagar os boletos. Em comparação com agosto do ano passado, foi registrado avanço de 17,6% no volume de atrasos nestes tipos de cobranças.

O segmento de bancos também apresentou alta de 2,8%, enquanto comunicação e comércio, por sua vez, tiveram quedas de 19,5% e 4,7%, respectivamente.

“Com o desemprego elevado e o achatamento da renda, a capacidade de pagamento das famílias ainda não voltou a pleno vapor. A expectativa é de que a inadimplência comece a recuar a partir de 2020”, analisa o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

A região Norte superou o Sudeste em número de devedores, com aumento de 5,24%. Sudeste e Sul avançaram 3,65% e 2,03%, respectivamente. Já a região Centro-Oeste teve o menor crescimento em agosto, com alta de 0,91%.

Em média, cada consumidor inadimplente deve R$ 3.277

Despesas

Contas básicas de água e luz  estão no topo do ranking de atrasos n Em comparação com agosto de 2018, houve avanço de 17,6% no atraso desse tipo de despesa

53%  têm dívidas de até R$ 1.000 

47%  são acima desse valor

Fontes: CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito)

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.