Governo reajusta as tarifas postais dos Correios

Serviços de encomendas, como o Sedex, não mudam de preço

São Paulo

O governo federal anunciou nesta sexta (31), por meio do Diário Oficial da União, o reajuste anual das tarifas dos serviços postais e telegráficos (nacionais e internacionais) dos Correios. Os novos preços entraram em vigor imediatamente.

A correção aplicada foi de 4,31% e segue a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O último reajuste havia sido em janeiro de 2019.

Serviços de encomendas, como PAC e Sedex, e marketing direto não são afetados pela portaria, assinada pelo ministro do Estado da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Cesar Pontes.​

Agência dos Correios - Robson Ventura - 12.mar.2018/Folhapress

De acordo com os Correios, a maior atualização foi no segmento internacional de exportação, que teve o último reajuste ocorrido em 5 de fevereiro de 2018.

A empresa afirma que os novos valores têm forte influência de custos externos, que impactaram diretamente no custo do transporte internacional e de entrega no exterior.

Enviar cartas e cartões postais para Argentina, Paraguai e Uruguai, na modalidade econômica, custa agora R$ 1,65, por exemplo. 

Já o serviço de telegrama nacional feito pela internet subiu de R$ 8,19, para R$ 8,54 por página, e o telegrama solicitado em uma agência dos Correios foi de R$ 11,85 para R$ 12,36.

A carta comercial de até 20 gramas passou de R$ 1,95 para R$ 2,05.

É possível consultar as tarifas dos produtos e serviços no site dos Correios www.correios.com.br, por meio do calculador de Preços e Prazos.

Confira abaixo alguns dos novos valores.

Carta e Aerograma Nacional ​

 Peso (em gramas)

Valores (em R$)

Até 20

2,05

Acima de 20 até 50

2,85

Acima de 50 até 100

3,95

Acima de 100 até 150

4,80

Acima de 150 até 200

5,65

Acima de 200 até 250

6,55

Acima de 250 até 300

7,50

Acima de 300 até 350

8,35

Acima de 350 até 400

9,25

Acima de 400 até 450

10,10

Acima de 450 até 500

11

Serviço de Telegrama Nacional

Meio de acesso

Telegrama

Valores (em R$)

Agência

Pré-pago

12,36

Telefone

Fonado

10,30

Internet

Via internet

8,54

Coleta/Entrega Programada

Valor cobrado por visita, referente a cada percurso contratado, independente da quantidade de malotes coletados/entregues do percurso: 

Diurna entre 8 e 12 horas

acréscimo de R$ 9, 29 por visita/percurso

Diurna entre 14 e 18 horas

acréscimo de R$ 9, 29 por visita/percurso

Noturna entre 18 e 20 horas

acréscimo de R$ 18, 59 por visita/percurso

Fonte: Diário Oficial da União

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.