Governo de SP abre 10 mil vagas para desempregados com auxílio de R$ 330

Há vagas em 365 cidades para quem está sem emprego há pelo menos um ano

Fábio Munhoz
São Paulo

O governo de São Paulo anunciou nesta semana a criação de um programa que pagará R$ 330 a 10 mil pessoas desempregadas em 365 municípios do estado. Os candidatos escolhidos prestarão serviços às prefeituras de suas cidades e terão acesso a cursos de qualificação profissional em áreas como zeladoria, limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos municipais.

Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, o programa, chamado de Emprego e Renda, é realizado em parceria com as prefeituras dos 365 municípios participantes.

Os interessados em aderir ao programa devem estar desempregados há pelo menos um ano, ter mais de 17 anos de idade e morar no estado de São Paulo há mais de dois anos.

As inscrições são gratuitas, já estão abertas e vão até sexta-feira (21), segundo o Desenvolvimento Econômico. A inscrição é presencial. Veja a lista de locais aqui.

Os candidatos selecionados executarão "atividades produtivas em equipamentos municipais". O objetivo é reduzir os impactos da pandemia de Covid-19 para a população mais carente, gerando emprego e renda.

Todos os cursos serão ministrados pelo Centro Paula Souza, que também dará aulas de alfabetização. Os selecionados participarão da iniciativa por até nove meses, tendo de cumprir jornada de seis horas diárias em quatro dias da semana, prestando serviços de "interesse local".

No quinto dia, é obrigatória a participação em um dos cursos. Além da bolsa-auxílio e dos cursos de qualificação, os participantes terão direito a um seguro contra acidentes pessoais.

As ações serão realizadas nas regiões de Araçatuba, Barretos, Bauru, Campinas, Central, Franca, Itapeva, Marília, Presidente Prudente, Vale do Ribeira, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, Sorocaba e Vale do Paraíba, além da Grande São Paulo.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.