Kwid Outsider e Mobi Way fazem duelo de mini aventureiros

Com estilo off-road, compacto da Renault enfrenta a versão aventureira do Fiat

Fernando Pedroso
São Paulo

Quando foi lançado, em 2017, a Renault chamou o Kwid de "SUV dos compactos". Não satisfeita em ter o estilo aventureiro desde a versão mais simples do modelo, a marca resolveu lançar a versão topo de linha Outsider, com alguns detalhes visuais para deixar o hatch mais parrudo.

Ele tem detalhes prateados nos para-choques, barra no teto, calotas escurecidas e enfeites cor de laranja no interior.

Custa R$ 43.990 e não tem opcionais. O pacote inclui airbags laterais, ar-condicionado, direção hidráulica e nova central multimídia da Renault que agora é integrada aos sistemas Android Auto e Apple CarPlay.

Outra opção a ele no mercado é o Fiat Mobi Way. Tão compacto quanto, vem em versão aventureira mais barata: R$ 42.690.

Mas vale lembrar que kit com limpador e desembaçador traseiro é vendido à parte, assim como o rádio com tela, sem integração com celulares. Quase completo, como o rival, vai a R$ 44.830. Quase porque os airbags laterais não existem como opção ao Fiat.

A receita do visual é a mesma, com plásticos pretos em volta da carroceria, barras no teto e para-choque com protetores na parte de baixo. A suspensão é um pouco elevada, mas nada que permita uma aventura além de uma estrada de terra bem conservada. O mesmo vale para o rival, considerado um SUV.

Os dois carros exalam simplicidade. Bem parelhos, os interiores são apertados e com excesso de plásticos duros. Os bancos são inteiriços com tecidos de aparência barata. Bom para o Renault é ter porta-malas de 290 litros, semelhante a de hatches maiores. O do Mobi tem apenas 235 litros.

Outra vantagem do Kwid é usar um motor mais moderno. Ele já tem o 1.0 de três cilindros com até 70 cv de potência. O motor do Fiat é até mais potente, tem 75 cv, mas é a antiga versão de quatro cilindros, com desempenho inferior e consumo superior. 

O Renault, com gasolina no tanque, faz 14,9 km/l na cidade e 15,6 km/l na estrada. O Fiat faz 12,6 km/l e 14,2 km/l respectivamente. Os números são do Inmetro.

O 1.0 tricilíndrico do Mobi está restrito às versões Drive do modelo e sem previsão de chegar à Way.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.