Nissan Leaf começa a ser vendido com motor 100% elétrico

Hatch chega ao Brasil por R$ 195 mil e marca vai instalar carregador residencial

Fernando Pedroso
São Paulo

Depois do Renault Zoe (R$ 149.990), agora é foi a vez do Nissan Leaf começar as suas vendas no Brasil, consolidando a invasão dos carros elétricos no país. 

As vendas começam nesta semana por R$ 195 mil. O valor inclui um pacote completo de equipamentos, com piloto automático adaptativo, alertas de ponto cego, entre outros itens de segurança e conforto.

Mas vamos ao que interessa: a novidade do Leaf é usar um motor 100% elétrico abastecido por baterias que podem ser recarregadas na garagem de casa. A própria Nissan promete instalar os equipamentos necessários para quem comprar o carro.

Vem também com um cabo de emergência e um adaptador para ser usado em outros lugares com uma tomada disponível. O conector fica na frente do carro, abaixo do capô.

Com a bateria cheia, o hatch da Nissan pode rodar até 389 km, segundo o padrão europeu de medição, mas essa autonomia vai variar conforme a condução de cada motorista, como em um carro a gasolina.

O conjunto de baterias foi atualizado para o Leaf que chega ao Brasil. São de ion-lítio de 40 kWh. O motor tem o equivalente a 149 cv de potência e torque de 32,6 kgfm disponível desde que o carro é ligado.

A marca não divulgou dados de desempenho, mas em carros elétricos a aceleração costuma ser bem rápida, apesar da velocidade final não ser muito alta.

Outra vantagem dos modelos movidos a eletricidade é a baixa manutenção. Com menos peças móveis, o motor não exige troca de fluidos, por exemplo. Os freios também são poupados. Basta o motorista tirar o pé do acelerador para o Leaf frear e até parar. O pedal da esquerda só é necessário em uma parada de emergência.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.