Volkswagen apresenta o novo Golf na Europa

Um dos carros mais vendidos do mundo ficou mais moderno sem perder a tradição

Fernando Pedroso
São Paulo

Lançado há 45 anos, o Volkswagen Golf chegou à sua oitava geração nesta quinta-feira (24). O carro foi apresentado na Alemanha com o lema de ser "mais digital, mais conectado e fácil de operar", segundo a marca.

Para conquistar essas marcas, o carro trocou os inúmeros botões por duas telas digitais no painel, operadas por poucos instrumentos físicos. O minimalismo facilitou a operação e limpou o visual no interior. Até a alavanca de câmbio, nas versões automáticas, ficou menor.

O visual pode não causar tanto impacto, mas nenhum Golf jamais teve essa intenção ao longo das outras sete gerações. O formato quadrado existe desde 1974, quando o modelo foi lançado para substituir o Fusca na Europa. A última coluna mais larga virou marca registrada que acompanha o carro desde então.

Mas o visual sem novidades não significa pouca tecnologia. Faróis e lanternas de LED permitem diversas configurações. Versões híbridas desde o lançamento mostram comprometimento com a eletrificação da indústria automotiva.

Com o segmento de hatchs médios em baixa no mundo todo, mas principalmente aqui no Brasil, a versão GTE deverá ser a única a desembarcar por aqui. Salvo outra decisão da marca que traga configurações mais simples, que usam sistema elétrico de 48V ou outra versão plug-in (híbrido que pode ser carregado na tomada) além da esportiva.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.