Mutirão da defensoria para vaga em creche continua nesta terça

Evento ocorre pelo segundo dia na Assembleia Legislativa, na capital paulista

Elaine Granconato

A Defensoria Pública de São Paulo prossegue nesta terça-feira (30), das 13h às 17h, na Assembleia Legislativa (zona sul de SP), com o mutirão de orientação para obtenção de vaga em creches.

A cabeleireira Simone Pereira Alves, 30 anos, foi ao mutirão da Defensoria Pública nesta segunda-feira (29) atrás de uma vaga em creche para a filha Maria Julia, de 6 meses - Ronny Santos/Folhapress

De janeiro até esta segunda-feira, na capital, foram ajuizadas 1.168 ações judiciais, com pedidos de matrículas na rede de educação infantil da gestão Bruno Covas (PSDB).

No mutirão desta terça-feira não é necessário agendar o atendimento. “A gente tem tido sucesso, com decisões favoráveis”, diz o defensor público Rafael Pitanga Guedes. Em 2018, foram protocolados 8.169 pedidos judiciais de vagas.

Nesta segunda-feira, a cabeleireira Simone Pereira Alves, que mora na região da República (centro) foi ao mutirão para tentar conseguir uma vaga para a filha Maria Julia, de 6 meses. Ela afirma estar na fila desde fevereiro.

A Defensoria Pública, junto do Ministério Público e creches terceirizadas que prestam serviços na capital, é autora de ação civil pública coletiva que busca suprir o déficit de vagas na cidade.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.