Só 3 das máquinas previstas funcionam no Corredor ABD

Empresa anunciou 15 equipamentos para fazer a emissão de bilhetes em ônibus

Mariangela de Castro
São Paulo

Somente três de 15 máquinas anunciadas pela empresa Metra para vendas de bilhetes unitários nos terminais do Corredor Metropolitano ABD estão em operação, conforme foi constatado pela reportagem. 
O corredor atende os ônibus trólebus nas cidades de Santo André, São Bernardo, Diadema, no ABC, e na capital paulista.

Passageiros recarregam bilhete em máquinas no Terminal Metropolitano de Diadema (ABC) - Rivaldo Gomes/Folhapress

Uma destas máquinas está instalada dentro do terminal Diadema —neste local circulam pessoas que já pagaram pela passagem. Outros dois equipamentos estão do lado externo.

Das outras 12 máquinas previstas, duas já estão instaladas no terminal Jabaquara (zona sul), mas não é possível utilizá-las, nem mesmo durante o horário de pico, porque elas estão cobertas com pano. 

No Jabaquara, no início da noite, as filas para comprar bilhetes no guichê costumam atravessar o terminal, segundo dizem usuários.

Já no terminal Santo André, cinco máquinas haviam sido instaladas no início de 2019. No entanto, uma enchente atingiu o local há cerca de dois meses e os equipamentos acabaram danificados pela água da chuva, segundo funcionários do guichê —no local há apenas marcas das máquinas no chão.

Nos terminais de Piraporinha, São Bernardo, São Mateus e Ferrazópolis não há nenhuma máquina instalada. De acordo com os funcionários de guichês, não há previsão para quando isso deve acontecer.

Teste

Em fevereiro, a Metra anunciou a aquisição de 15 máquinas para venda de bilhetes e que elas deveriam passar por uma operação assistida no terminal Diadema. Após os testes, os equipamentos seriam liberados para os demais terminais.

Resposta

Por meio de nota, a Metra afirmou, em relação ao funcionamento das máquinas do terminal Santo André (ABC), “que elas não estão em operação e, portanto, não procede a informação de que os equipamentos estão danificados, pois em momento algum entraram em operação”.

A empresa também afirma que foi já foi dito anteriormente que as máquinas em operação assistida são apenas as do terminal Diadema (ABC).

Quando o serviço de venda de bilhete nas máquinas entrar em operação, afirma a nota da assessoria de imprensa da Metra, “todos os equipamentos estarão em perfeito funcionamento, em todos os terminais”.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.