Avó esfaqueia vigilante para proteger neta

Caso ocorreu dentro da casa das vítimas, no litoral de São Paulo

Alfredo Henrique
São Paulo

Uma mulher de 57 anos esfaqueou um vigilante, de 30, para proteger sua neta do homem, que estava separado da jovem há cerca de um mês. A avó também foi ferida pelo suspeito na mão direita. O caso ocorreu sábado (20) em Bertioga (103 km de SP). 

Segundo a polícia, o vigilante foi à residência onde moram a avó e a neta, de 17 anos, e arrombou a porta da casa com chutes. Já dentro do imóvel, o suspeito partiu para cima da ex-namorada. 

A avó da jovem tentou apartar as investidas do vigia, até o momento em que se armou de uma faca e, quanto o homem tentou agredir a sua neta, a avó o esfaqueou o suspeito na região do tórax. Ele reagiu, desarmando a mulher, ferindo-a na mão direita. Ambos foram socorridos e, depois, liberados. 

Antes da violência, o vigilante teria ido em outra ocasião na casa das vítimas, onde teria ameaçado a jovem de morte, fazendo a avó desmaiar. Por este motivo, o suspeito teria desistido de concretizar a ameaça.

Em depoimento à polícia, a avó da jovem falou que a neta namorou, por cerca de 11 meses com o suspeito, com o qual chegou a manter uma união estável, por quase 30 dias. 

O caso foi registrado como violência doméstica e ameaça na delegacia de Bertioga.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.