Condenado pela morte da filha, Nardoni sai de presídio para o Dia dos Pais

Benefício foi concedido após a Justiça substituir o regime fechado pelo semiaberto em abril

Alfredo Henrique
São Paulo

Alexandre Nardoni, 41 anos, condenado pela morte da filha, em 2008, deixou a Penitenciária 2 de Tremembé (147 km de SP), na manhã desta quinta-feira (8), por conta do benefício da saída temporária do Dia dos Pais. Esta é a primeira vez que o condenado deixa a cadeia em uma “saidinha”. 

Desde o fim de abril, Nardoni começou a cumprir sua pena de 31 anos em regime semiaberto. A decisão é da juíza Sueli Zeraik Oliveira Armani, da Vara de Execuções Criminais de Taubaté (140 km de SP).

Alexandre Nardoni, 40 anos, quando deixou a casa do pai, cercado de policiais, para depor na capital - Rivaldo Gomes/Folhapress

A reportagem apurou que Nardoni deixou a unidade prisional em uma caminhonete Mitsubishi branca. O veículo está registrado em nome de uma empresa da família do preso, que deve voltar para a cadeia até a próxima quarta-feira (14).  

Alexandre e Anna Carolina Jatobá, 35, foram condenados pelo homicídio triplamente qualificado de Isabella Nardoni, 5. Na ocasião, o júri entendeu que a criança foi asfixiada e jogada do sexto andar do prédio onde moravam o casal morava, na zona norte da capital paulista. Jatobá foi condenada a 26 anos, em regime fechado, pelo crime.

Alexandre Nardoni cumpre pena, desde 2008, na Penitenciária Doutor José Augusto Salgado, a P2 de Tremembé.

Homicídios 

Segundo a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária), gestão João Doria (PSDB), a maioria dos detentos que estão na P2 de Tremembé, atualmente cumpre pena por assassinatos. Nardoni é um dos 240 presos nesta condição. 

Os homicídios são seguidos pelos crimes contra a dignidade sexual (55); tráfico de drogas (40); roubo (33); crimes contra a administração pública (28); sequestro e cárcere privado (26) e roubo seguido de morte (21).   

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.