Adolescente é encontrado morto com cordão amarrado no pescoço na Grande SP

Jovem de 15 anos havia saído de casa na quinta (19) para visitar uma amiga

Alfredo Henrique
São Paulo

Um adolescente de 15 anos foi encontrado morto em um matagal de Itaquaquecetuba (Grande SP) por volta das 10h desta sexta-feira (20). O corpo de Giovani Davi da Silva Bezerra Santos estava com a calça abaixada, até a altura dos calcanhares, e com um fio enrolado no pescoço. Nenhum suspeito foi identificado pela polícia até a publicação desta reportagem.

Segundo o pai de Santos, o comerciante Antônio Bezerra dos Santos Filho, 54, o jovem foi visitar uma amiga e saiu da casa dela por volta das 22h desta quinta-feira (19), quando foi visto pela última vez com vida. Santos visitava constantemente a colega e, por isso, o comerciante foi dormir. 

“Ele [vítima] costumava chegar quando eu já estava dormindo. Depois, acordava cedo para ir à escola e nos víamos na hora do almoço”, explicou Filho. 

 
Na manhã desta sexta, o comerciante foi trabalhar. Quando retornava para casa para o almoço, por volta das 11h, viu uma aglomeração de pessoas perto de um terreno da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo). “Percebi que tinha um corpo lá. Mas não gosto de ver essas coisas e continuei meu caminho para casa”, diz. 
O adolescente Giovani Davi da Silva Bezerra Santos, 15 anos, foi encontrado morto em Itaquaquecetuba (Grande SP) - Reprodução/Facebook

Já em sua residência, que fica a cerca de sete quilômetros do local onde viu a aglomeração de pessoas, o comerciante foi procurado por amigas do filho, que estavam chorando. “Neste momento, percebi que o corpo que eu não tinha parado para ver era do meu filho”, afirmou. 

O comerciante foi até o local, que fica na estrada Pinheirinho, onde reconheceu o corpo como sendo de seu filho. “A pessoa que fez isso com ele precisa ser presa e pagar pelo crime”, desabafou. 

Segundo o delegado Márcio Cursino, do 1º DP de Itaquaqucetuba, o jovem estava com um cordão amarrado ao pescoço e com as calças arreadas até o calcanhar. O policial solicitou exames para verificar se a vítima foi abusada sexualmente. A princípio, a causa da morte é investigada como asfixia. 

Cursino não deu mais detalhes sobre a ocorrência, pois ela será investigada pelo SHPP (Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa) de Mogi das Cruzes (Grande SP). 

Jovem alegre e querido 

O pai de Santos afirmou que o filho assumiu sua homossexualidade há cerca de três anos. Desde então, o estudante costumava andar na rua vestido como mulher em algumas ocasiões. “Nunca ninguém ameaçou ele por isso, mas não dá para descartar que algum ignorante possa ter feito mal ao meu filho pelo fato de ele ser gay”, ponderou o comerciante. O jovem deixa seis irmãos, com idades entre 7 e 34 anos. 

Nas redes sociais, amigos lamentaram a morte de Santos.  “O mundo perdeu mais um anjo. Mais uma de nós foi vítima desse mundo cruel, até quando vamos ter que andar com medo na rua, medo de não voltar mais pra casa? Eu não queria ter acordado com essa notícia”, diz trecho da mensagem de um dos amigos. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.