Seis são detidos por assaltar motoristas de aplicativo na Grande SP

Detenções ocorreram nesta quinta-feira (19); quatro foram em Suzano e duas em Itaquaquecetuba

Alfredo Henrique
São Paulo

Seis pessoas foram detidas por assalto e tentativa de roubo a motoristas de aplicativos nesta quinta-feira (19), na Grande São Paulo. Em um dos casos, dois homens e duas mulheres foram detidos após roubarem o carro de uma vítima, em Suzano. Ela foi mantida amarrada em um matagal. O outro caso ocorreu em Itaquaquecetuba, onde dois menores foram apreendidos após tentarem levar um veículo, sem sucesso. 

Em Suzano (Grande SP) a polícia apreendeu com quatro suspeitos nesta quinta-feira (19) uma arma de fogo caseira, além de uma pistola e uma metralhadora, ambas de brinquedo - Divulgação/PM

Em Suzano, segundo a polícia, duas mulheres acionaram uma corrida de aplicativo na rua Jorge Bey Maluf. Quando o motorista estacionou no local, dois homens se aproximaram, armados, e renderam o condutor de 40 anos.

Na sequência, ainda de acordo com registro policial, o bando levou a vítima até um matagal e a amarrou. Ela foi obrigada a fornecer as senhas de seus cartões bancários. Enquanto um casal saiu do local usando o carro do motorista, o outro permaneceu na mata vigiando o condutor. O endereço do cativeiro não foi informado.  

Quando a dupla retornou, o casal que estava com a vítima também embarcou no Renault Sandero prata e a quadrilha fugiu do local, abandonando a vítima ainda amarrada. Após alguns minutos, o motorista conseguiu se soltar e caminhou até achar uma viatura da Polícia Militar, informando as características dos suspeitos e as placas de seu veículo. 

Cerca de seis quilômetros do local do assalto, na avenida Katsutoshi Naito, a PM localizou o carro da vítima com os dois homens suspeitos de assaltarem o motorista. Com um deles, de 18 anos, a polícia encontrou uma arma de fogo caseira. O outro, de 19 anos, estava com uma pistola de brinquedo. Eles estavam com R$ 593 que seriam do motorista.

Os dois criminosos teriam confessado o crime e indicaram o endereço da residência das duas mulheres, de 18 e 24 anos. Ambas foram encontradas em casa, no bairro Sertãozinho, onde estavam o celular da vítima e uma metralhadora de brinquedo. 

Os quatro foram presos em flagrante por assalto, extorsão e associação criminosa

Itaquaquecetuba

Ainda na quinta-feira, no início da madrugada, seis adolescentes tentaram levar o HB20 de um motorista de aplicativo em Itaquaquecetuba. A vítima, no entanto, conseguiu fugir. 

Segundo a PM, uma testemunha abordou uma viatura e informou sobre a tentativa de assalto. Com base no relato ouvido, policiais começaram a procurar os suspeitos. 

Quando o carro da PM trafegava pela rua 15 de Novembro, avistou dois adolescentes, de 13 e 14 anos, e os abordou. Com um deles foi encontrada uma pistola de brinquedo. Por conta disso, ambos foram levados para a delegacia central da cidade. No local, foram reconhecidos pela vítima. Os menores foram apreendidos por tentativa de roubo. 

Mortes de motoristas 

Dois motoristas de aplicativo de transporte foram mortos em tentativas de assaltos ocorridas na madrugada e na noite deste domingo (15) na capital paulista e em Diadema (ABC). Nenhum suspeito havia sido preso pela polícia até a publicação desta reportagem. 

Na primeira ocorrência, Marco Aurélio Roncoli Filho, 30 anos, colidiu contra um poste por volta das 16h na rua Alice dos Santos Peixe, na região de Santo Amaro (zona sul da capital). 

Segundo a polícia, ele teria acelerado o carro para fugir de um criminoso. Ao ser socorrido, foi encontrado com ferimentos na cabeça. Roncoli foi encaminhado ao hospital do Campo Limpo, onde morreu.  

O segundo caso ocorreu com a motorista Adriana Márcia de Almeida, 46, por volta das 23h, em Diadema. Ela morreu após ser baleada por um ladrão, que tentou assaltar a vítima na saída de um baile funk. Ela acelerou seu carro no momento em que o bandido entrou no veículo e acabou sendo ferida mortalmente na região do pescoço. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.