Era uma vez em Hollywood

Vários filmes levaram às telas histórias sobre o símbolo da indústria do cinema

Cena do filme "Crepúsculo dos Deuses"
Cena do filme "Crepúsculo dos Deuses" - Divulgação
São Paulo

Nesta semana, tomo emprestado o título do longa de Quentin Tarantino para falar de filmes que retrataram Hollywood, símbolo da indústria do cinema. No longa, Tarantino faz a sua versão do fim dos sonhos da Nova Hollywood, como ficou conhecida a geração de Martin Scorsese e Francis Ford Coppola, entre outros, após o assassinato da atriz Sharon Tate e de amigos dela por jovens fanáticos, no apagar dos anos 1960.

Mas muito antes de Tarantino, Hollywood se mostrou um terreno fértil para os cineastas, resultando em clássicos como "Cantando na Chuva". O musical de 1952, estrelado por Gene Kelly e Debbie Reynolds, mostra a transição do cinema mudo para o sonoro, retratando as dificuldades de adaptação dos atores.

Já "Assim Estava Escrito", de 1952, traz Kirk Douglas no papel de um produtor que se torna um magnata de Hollywood. Acompanhando a ascensão e queda do personagem, o filme, vencedor de cinco Oscar, faz uma ambientação das produções dos grandes estúdios.

Um executivo de cinema também é o centro de "O Jogador", de Robert Altman. No longa, o personagem de Tim Robbins com sucessivos fracassos começa a receber ameaças anônimas. Ele mata um roteirista, que acredita ser o autor das mensagens, e tenta escapar da polícia.

Em "Nasce uma Estrela" (não o longa com Lady Gaga, mas as primeiras versões) e em "Crepúsculo dos Deuses", as atrizes são a força motriz. O "Nasce..." original, de 1937, traz a história de uma jovem atriz que chega a Hollywood e se apaixona por um ator decadente e alcoólatra. O filme ganhou o Oscar de melhor roteiro original e rendeu mais três versões. A de 1952 tem Judy Garland no papel principal.

Já "Crepúsculo dos Deuses", dirigido por Billy Wilder, mostra o fim da carreira de uma grande diva. Esquecida por Hollywood, ela vive em sua mansão, em companhia de seu mordomo, e vislumbra uma volta triunfal ao conhecer um roteirista.

Em "Cidade dos Sonhos", de David Lynch, o que vemos é uma Hollywood surreal. Na trama, uma aspirante a atriz (Naomi Watts) ajuda uma mulher que perdeu a memória. As duas se embrenham por Hollywood tentando desvendar o passado da misteriosa mulher. 

O submundo de Hollywood também foi retratado pelo cinema. Em "Los Angeles, Cidade Proibida", prostitutas de luxo, jornalistas sensacionalistas de celebridades e policiais, corruptos ou não, povoam a trama, um suspense bem construído sobre uma série de assassinatos.

E há o olhar sobre a indústria do espetáculo em "Celebridades", obra não muito conhecida de Woody Allen. Com Leonardo DiCaprio e Charlize Theron, a trama segue um jornalista que passa a cobrir o mundo do entretenimento. É um Allen menor, mas merece ser visto.

ONDE VER
Preços pesquisados até o dia 12 de setembro de 2019

NASCE UMA ESTRELA (1937)
NOW:: R$ 3,90 (aluguel)

NASCE UMA ESTRELA (1952)
iTunes: R$ 7,90 (aluguel) e R$ 19,90 (compra)

CREPÚSCULO DOS DEUSES
Google Play: R$ 4,90 (aluguel) e R$ 29,90 (compra)
iTunes: R$ 11,90 (aluguel) e R$ 24,90 (compra)
Microsoft Store: R$ 5,90 (aluguel) e R$ 23,90 (compra)
Telecine Play: grátis para  assinantes

CANTANDO NA CHUVA
Google Play: R$ 7,90 (aluguel) e R$ 19,90 (compra)
iTunes: R$ 9,90 (aluguel) e R$ 19,90 (compra)
Microsoft Store: R$ 7,90 (aluguel) e R$ 19,90 (compra)
americanas.com.br: DVD a partir de R$ 19,90
Old Flix: grátis para assinantes

LOS ANGELES, CIDADE PROIBIDA
Prime Video: grátis para assinantes
Google Play: R$ 11,90 (aluguel) e R$ 24,90 (compra)
iTunes: R$ 9,90 (aluguel) e R$ 29,90 (compra)
Microsoft Store: R$ 3,90 (aluguel) e R$ 29,90 (compra)

CELEBRIDADES
Old Flix: grátis para assinantes

O JOGADOR
Looke: grátis para assinantes, R$ 3,99 (aluguel) e R$ 14,99 (compra)

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.