Pacientes das novas UPAs de SP já sofrem com a superlotação

Espera para atendimento em unidades de saúde inauguradas neste mês chega a cinco horas

Alana Ambrosio

A Prefeitura de São Paulo, sob a gestão Bruno Covas (PSDB), inaugurou entre setembro e outubro mais três Unidades de Pronto Atendimento na capital paulista. 

Com essas, são cinco UPAs 24 horas com serviços parecidos com o de um hospital. Mas essas unidades já apresentam superlotação, filas que ultrapassam a porta das unidades e falta de médicos.

O Vigilante Agora foi conferir unidades espalhadas pela cidade. E encontrou falhas no atendimento e reclamações dos pacientes.

Na UPA Pirituba (zona norte), a última a ser entregue, há apenas duas semanas, a espera para pacientes serem medicados chegava a cinco horas. 

A estudante Jaqueline Gomes, 22 anos, estava com uma infecção na gengiva. Ela estava aguardando havia horas a aplicação de injeção de benzetacil, um antibiótico, e tramal, para a dor. A sala de medicação não comportava o volume de pacientes. 

Na mesma UPA, a máquina de raio-X não funcionava. 

Já na zona leste, duas Unidades de Pronto Atendimento 24 horas foram inauguradas no último mês.
Em Guaianases, a fila da UPA Julio Tupy impressionava: estava para fora da porta, por volta das 11h.

Apenas para abrir a ficha havia uma espera de duas horas, já informada pela funcionária responsável por distribuir as senhas. Para passar com o clínico geral, eram necessárias mais duas horas, totalizando quatro apenas para o atendimento básico Apenas dois dos cinco clínicos estavam lá. 

Essa foi a segunda vez que o pedreiro Edson Gomes, 32, tentou descobrir o motivo da dor nas costas que sentia. Na primeira, três dias antes, foi embora por causa da fila. Na segunda, mais cinco horas se passaram sem atendimento. 

Já na UPA São Miguel Paulista (zona leste), inaugurada em 20 de setembro, a primeira impressão é de que a estrutura é boa, mas faltam funcionários para realizar os serviços oferecidos. Apenas um clínico geral estava atendendo e um exame de sangue simples demorava cinco horas para ser entregue. A aposentada Antonia Silvino, 75, reclamou. “Não adianta ser bonito se não tem médico para os doentes.” 

A situação era parecida nas UPAs inauguradas em gestões anteriores. A 26 de Agosto, em Itaquera (zona leste), estava superlotada. A unidade acumulava ainda pacientes do Hospital Santa Marcelina no dia da visita do Vigilante Agora

Na UPA Campo Limpo (zona sul), a espera mínima para passar com o clínico era de seis horas. A unidade de saúde oferece serviço especializado para doenças vasculares, mas o médico não estava no posto.

Resposta

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde, sob gestão Bruno Covas (PSDB), afirma que “encontrou 48 obras abandonadas, desde 2016, pela gestão anterior”. Entre elas, 12 UPAs, “que não passavam de esqueletos tomados pela vegetação”. 

A pasta também diz que retomou as obras e já entregou à população três UPAs nos dois últimos meses. Outras três serão inauguradas até o final do ano e as seis restantes têm entrega prevista para 2020. “A secretaria está empenhada em reconstruir e expandir a infraestrutura da rede pública”, afirma a nota.

A secretaria, entretanto, não  respondeu sobre os problemas pontuais em cada unidade encontrados pela reportagem —tanto nas novas UPAs quanto nas antigas—, como falta de médicos e longa fila de espera.

Procurada, a gestão Fernando Haddad (PT) rebateu a atual administração. “A gestão Haddad deixou mais de R$ 6 bilhões nos cofres da prefeitura para que as obras que não foram concluídas tivessem solução de continuidade. Era uma questão de prioridade”, afirma a nota.

Unidades inauguradas em 2019

Zona leste

UPA Tito Lopes - São Miguel Paulista
Endereço: Av Pires do Rio, 294 - São Miguel Paulista
Inauguração: 20 de setembro 
-Apenas um clínico geral atendendo, 
-Mais de duas horas para atendimento médico
-Cinco horas de espera para exame de sangue simples ficar pronto 
-Funcionários perderam o exame de sangue de uma paciente de 2 anos

UPA Julio Tupy - Guaianases
Endereço: Rua Serra da Queimada, 800 - Parque Guaianases
Data de inauguração: 8 de outubro
-Espera de mais de duas horas para abrir a ficha na recepção
-Espera mínima de quatro horas para atendimento médico
-Apenas dois clínicos gerais atendendo dos cinco que deveriam estar lá
-Área da UPA em reforma 
-Nenhuma ambulância disponível no pátio
 
Zona norte
UPA Pirituba
Endereço: Av Menotti Laudísio, 100 - Jardim Cidade Pirituba
Data de inauguração: 14 de outubro
-Espera de mais de duas horas para atendimento médico
-Pacientes com dor esperando medicação por mais de cinco horas
-Máquina de raio-X sem funcionar

Unidades mais antigas

Zona sul

UPA 26 de Agosto/Itaquera
Endereço: Av. Miguel Ignácio Curi, 41 - Vila Carmosina
Data de inauguração: 26 de agosto de 2016
-Espera de mais de três horas para atendimento médico
-Superlotação com atendimentos também do Hospital Santa Marcelina.

UPA Campo Limpo
Endereço: Rua Teresa Mouco de Oliveira, 121 - Vila Maracanã
Data de inauguração: 12 de abril de 2014
-Espera de mais de seis horas para passar com clínico geral
-Médico vascular que deveria estar na unidade não estava trabalhando 
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.