Exame de DNA vai apontar se corpo achado no ABC é o de menino desaparecido

Resultado vai ser confrontado com sangue encontrado em carro da Polícia Militar

São Paulo

A família de Lucas Eduardo Martins dos Santos, 14 anos, aguarda resultados de exames de DNA para saber se um corpo encontrado no início da manhã desta sexta-feira (15), em um lago no Parque Natural Municipal de Pedroso , em Santo André (ABC), é do adolescente.

O jovem desapareceu por volta da 0h10 de quarta-feira (13), quando saiu para comprar um refrigerante, também em Santo André. Parentes do garoto acusam policiais militares pelo sumiço. A PM afastou dois agentes preventivamente enquanto o caso é investigado. 

Familiares de Lucas Eduardo Martins dos Santos, de 14 anos, acusam policiais militares de terem desaparecido com o jovem, por volta da 0h10 de quarta-feira (13) em Santo André (ABC). A PM afastou dois agentes preventivamente enquanto o caso é apurado. - Arquivo Pessoal

Por volta das 16h, parentes de Lucas foram ao IML (Instituto Médico Legal). Um de seus irmão, de 22 anos, chegou a reconhecer o corpo como sendo do jovem desaparecido, mas voltou atrás.

Outro irmão e o pai de Lucas também não reconheceram o corpo como sendo do garoto, afirmou o advogado Ariel de Castro Alves, conselheiro do Condepe (Conselho Estadual de Direitos Humanos), que acompanhou a família no IML. 

O corpo foi encontrado somente de cueca, boiando de barriga para baixo, às margens do lago. Um policial afirmou, em condição de anonimato que ele não apresentava sinais de violência. "A causa preliminar da morte é afogamento", disse. 

A reportagem apurou que foram coletadas amostras de DNA do pai e de um dos irmãos de Lucas para serem confrontadas com o material genético do corpo encontrado no lago. O prazo para a conclusão dos exames não foi confirmado. 

O Agora apurou que a Polícia Científica coletou sangue humano dentro de uma viatura da PM, no dia em que Lucas desapareceu. O material foi encaminhado para ser também confrontado com as amostras de DNA coletadas dos parentes do jovem desaparecido.

A viatura foi periciada após parentes de Lucas reconhecerem um policial que supostamente estaria envolvido no desaparecimento do jovem.  

Resposta 

Da mesma forma que na quinta-feira (14), a SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), afirmou nesta sexta que todas as circunstâncias relacionadas ao desaparecimento do garoto são apuradas por meio de inquérito instaurado pelo Setor de Desaparecimento, pertencente ao Setor de Homicídios de Santo André. “As equipes da unidade policial realizam diligências para localizar o jovem”, diz trecho de nota. 

A pasta acrescentou que tanto a investigação quanto os laudos periciais sobre o caso "estão em andamento." 

A PM também instaurou um procedimento para apurar o caso e, preventivamente, afastou do serviço operacional dois agentes que foram apontados por testemunhas como supostos participantes da abordagem ao garoto. ​

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.