Descrição de chapéu Zona Leste

Porteiros e segurança de prédio são suspeitos de matar idosa em SP

Três funcionários de condomínio foram presos; mulher tinha costume de guardar dinheiro em casa

São Paulo

A aposentada Ivani Aparecida Martinez, 64 anos, foi achada morta em seu apartamento nesta segunda-feira (18). Três funcionários do condomínio em que ela morava, no Jardim Mimar, na região do Parque São Lucas (zona leste), foram presos, pois são suspeitos de terem matado a idosa.

O delegado do 70º Distrito Policial da Vila Ema, Edson Carlos Tavares, disse que dois porteiros, de 27 e 28 anos, afirmaram que tiveram participação no crime, segundo depoimento. “Ouvimos eles em separado e houve contradições.”

O outro preso é um segurança, de 40 anos, apontado pela polícia como responsável pelo enforcamento.

A polícia teve acesso com autorização judicial a mensagens de texto trocadas entre os suspeitos e, segundo o delegado, o conteúdo comprovaria a premeditação e execução do crime.

Irmão da vítima, Alfredo Aparecido Martinez, 56, disse que a família notou a ausência de Ivani pelas mensagens de celular que pararam de ser respondidas na noite de sábado (16). De acordo com a polícia, que ocorreu a morte.

Um parente foi até a casa de Ivani na segunda e encontrou o corpo próximo a uma cadeira. Solteira e sem filhos, ele morava no mesmo endereço há 15 anos.

Segundo a polícia, em 8 de novembro, a vítima já tinha sofrido outra violência. Ao chegar em casa, dois desconhecidos a abordaram e entraram no apartamento, que fica no primeiro andar. Eles levaram R$ 53 mil em espécie e outros R$ 50 mil em joias e relógios. Os porteiros e o segurança, disse o delegado, foi facilitaram a entrada dos criminosos.

Ivani vendia joias e tinha o costume de emprestar dinheiro para conhecidos. De acordo com a polícia, um dos porteiros emprestou R$ 90 mil e teria pago R$ 15 mil para os invasores do imóvel. “Todo mundo da vizinhança sabia que ela guardava dinheiro em casa”, afirma o delegado.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.