Laudo aponta que família encontrada carbonizada no ABC foi morta com pancadas na cabeça

Filha do casal foi presa na noite desta quarta-feira (29), junto com a namorada

São Paulo

Um laudo preliminar do Instituto Médico Legal indica que a família encontrada carbonizada dentro do porta-malas de um carro na madrugada de terça-feira (28), em São Bernardo do Campo (ABC) foi morta em decorrência de pancadas na cabeça. A informação foi confirmada pela polícia. 

A Justiça decretou na noite desta quarta-feira (29) a prisão temporária por 30 dias da filha do casal, Ana Flávia Menezes Gonçalves, 24 anos, e de sua namorada, Carina Ramos, 31. Elas estão presas.

Flaviana Gonçalves, o filho Juan, 16 anos, e o marido Romuyuki, encontrados carbonizados no porta-malas do carro da família na madrugada de terça-feira (28), em São Bernardo do Campo (ABC) - Reprodução/Facebook

Segundo a polícia, ambas são suspeitas de envolvimento no crime. De acordo com o Deic (Departamento de Investigações Criminais), de São Bernardo do Campo, um homem também é investigado. Ele, porém, não teve a prisão pedida. 

O advogado de defesa de Ana Flávia e da namorada, Lucas Domingos, afirmou na quarta que ainda iria ler o inquérito sobre o caso para se posicionar sobre a acusação contra suas clientes. 

Segundo o delegado Paul Henry Bozon, a polícia pediu a prisão das duas por causa de contradições em seus depoimentos. Imagens de câmeras de segurança que mostram o veículo de Ana Flávia, seguido pelo veículo da família, deixando o condomínio em que moravam. 

Os corpos de Romuyuki Gonçalves, sua mulher Flaviana, e o filho Juan, 16 anos, serão sepultados às 14h desta quinta-feira (30), no cemitério Carminha, em São Bernardo. 

Erramos: o texto foi alterado

A versão anterior deste texto informava incorretamente a idade de Carina Ramos, que tem 31 anos

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.