Descrição de chapéu Grande SP

PM mata ex-mulher na Grande SP e se suicida, afirma a polícia

Policial foi à casa da vítima, em Osasco, e usou a arma da corporação para cometer o crime

São Paulo

Um policial militar de 31 anos é acusado de matar a ex-mulher e em seguida se suicidar, dentro da casa da vítima, por volta das 6h10 desta quinta-feira (9) em Osasco (Grande SP). O policial estava de folga. 

A eletricista Suelma de Sousa Oliveira, 31 anos, que foi assassinada em Osasco; ex-companheiro dela foi encontrado morto na mesma casa - Reprodução/Facebook

O motivo para o crime , de acordo com a polícia, seria o fato de o PM não aceitar o fim do relacionamento com a eletricista Suelma de Sousa Oliveira, também de 31 anos. 

Vizinhos da vítima acionaram a PM após ouvirem dois tiros de pistola, dados após uma discussão entre o casal. A arma usada por Daniel Piauí da Costa pertence à corporação. 

Ao chegarem à residência, localizada no bairro Portal D’oeste, policiais verificaram que a porta do imóvel, apesar de fechada, estava destrancada. Por isso, entraram no local. 

Na cozinha da residência, encontraram Suelma e o PM caídos na cozinha, ambos com ferimentos de tiro. Socorristas foram acionados e constaram a morte do casal. 

A reportagem apurou que a vítima descobriu uma traição de Oliveira e, por isso, rompido o relacionamento com o policial. 

O PM, porém, não aceitava o fim do casamento e, segundo o irmão da eletricista, de identidade não informada, insistia em permanecer morando com a vítima. 

O parente de Suelma acrescentou, em depoimento, que a irmã lhe havia confidenciado que o policial já teria colocado três vezes, na própria cabeça, a pistola calibre ponto 40 usada no crime, “ameaçando se suicidar para comover a irmã a voltar com ele [acusado]”, diz boletim de ocorrência.

A polícia investiga como o crime ocorreu dentro da residência. Foram apreendidas três cápsulas de pistola no local. 

O caso foi registrado como feminicídio (quando a vítima é morta por ser mulher) e suicídio.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.