Hospital de campanha no Pacaembu começa a funcionar em SP

Estrutura tem 200 leitos, sendo dez para atender quadros mais graves de Covid-19

Fábio Munhoz
São Paulo

Criado para atender pessoas contaminadas pelo novo coronavírus, o hospital de campanha montado no gramado do estádio do Pacaembu começou a receber pacientes nesta segunda-feira (6). Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, a estrutura tem 200 leitos, sendo dez destinados para atender quadros mais graves da doença.

Começaram a chegar os primeiros pacientes ao hospital de campanha montado no Pacaembu, zona oeste da capital paulista, para atendimento aos pacientes com covid-19. - Bruno Santos/ Folhapress

De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), a expectativa é de que "em breve" todas as vagas sejam preenchidas.

Segundo a prefeitura, até a tarde de segunda três pessoas haviam sido internadas no Pacaembu. À noite, quatro pacientes da rede hospitalar estavam em processo de transferência, com previsão de chegada até as 22h.

Ainda segundo Covas, neste fim de semana, a cidade de São Paulo começou a sentir a "pressão sobre o sistema de saúde". Porém, o tucano afirma que a expectativa é de que os 3 mil leitos emergenciais que estão sendo entregues pela prefeitura consigam atender à demanda de pacientes de Covid-19.

Além do Pacaembu, está sendo montado um hospital de campanha no complexo do Anhembi, na zona norte, que terá 1.800 leitos.

Os hospitais de campanha funcionarão no modelo de portas fechadas. Ou seja, não farã atendimento direto aos pacientes.As pessoas que ficarem internadas nesse locais serão transferidas por unidades de saúde ou outros hospitais.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.