Capital paulista bate recorde de passageiros nos ônibus na quarentena

Mais de 3,5 milhões passaram pelas catracas na última segunda-feira (15)

São Paulo

O volume de passageiros transportados pelas linhas de ônibus da capital paulista cresceu 10,24% na última segunda-feira (15) em comparação com o mesmo dia da semana anterior (8). O aumento coincide com a reabertura de parte do comércio de São Paulo em horários especiais, como medida de flexibilização da quarentena imposta pelo governo estadual e pela prefeitura por causa do coronavírus.

Passageiros aglomerados em ônibus na região do Grajaú (zona sul) na última segunda-feira (15) - Rivaldo Gomes - 15.jun.2020/Folhapress

Segundo os dados da própria SPTrans (empresa municipal que administra o transporte de ônibus), 3,515 milhões de pessoas passaram pelas catracas do sistema de transporte público municipal na última segunda, ante 3,188 milhões de igual dia da semana anterior.

Trata-se do maior número de passageiros em um único dia nos ônibus da capital desde o início do período de quarentena. Ainda assim, ficou bem abaixo do volume transportado normalmente na cidade, em período anterior ao da pandemia. Como comparação, o transporte público municipal levou no dia 9 de março, também uma segunda-feira, 8,831 milhões de passageiros, volume 60,2% maior do que agora.

Na última terça (16), o número de passageiros também cresceu em comparação com igual dia da semana anterior. Foram 3,423 milhões, ante 3,294 milhões da terça anterior (9), 3,9% a mais.

Nesta semana, a capital conta com 92% da frota em circulação. A prefeitura determinou que todos os passageiros façam as viagens sentados, como forma de evitar a aglomeração nos coletivos. Como o Agora mostrou, a regra tem sido descumprida.

Veja a variação

(fins de semana têm menos passageiros)

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.