Polícia de SP prende suspeitos de participação em mega-assaltos

As duas prisões foram em cidades da Grande SP; um dos detidos é investigado por participar de roubo de ouro no aeroporto de Guarulhos e o outro a empresas de valores

São Paulo

A polícia paulista prendeu dois suspeitos de participação em mega-assaltos nos últimos anos, inclusive em outro estado e no Paraguai.

Nesta quinta-feira (20), foi preso um homem suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubo de empresas de transporte de valores. Ele foi detido em Itaquaquecetuba (Grande SP).

Segundo a polícia, no currículo de crimes do homem detido estão participações na invasão a uma firma especializada em transportar dinheiro no Paraguai, em 2017, no roubo a um carro-forte em Suzano, na Grande São Paulo, em 2018, e no assalto no aeroporto da cidade de Blumenau, em Santa Catarina, no ano passado.

Na quarta (19), agentes da 2ª Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes, do Denarc (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico), haviam prendido um homem suspeito de estar envolvido no roubo de cerca de 700 quilos de ouro no Aeroporto Internacional de Guarulhos (Grande SP), em julho do ano passado. Ele foi detido em Ferraz de Vasconcelos (Grande SP), em diligências relacionadas ao tráfico de drogas.

Outras pessoas já haviam sido presas no ano passado, suspeitas de participar do roubo ao ouro no aeroporto

Suspeito de participar de roubo a empresas de valores tinha um sistema de câmeras onde foi preso nesta quinta-feira (20) em Itaquaquecetuba (Grande SP) - Divulgação/Polícia Civil

A operação desta quinta foi realizada pelos policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais). Segundo a Polícia Civil, o suspeito ocupava uma casa na rua Canelinha, no Jardim Odete.

Ele teria montado um circuito com câmeras de segurança para evitar ser surpreendido e conseguir observar a chegada de alguma pessoa ao local. Todo o monitoramento, incluindo as ruas próximas e entradas da casa, era feito de dentro do próprio quarto.

Entretanto, ainda segundo a Polícia Civil, a equipe da 5ª Delegacia Patrimônio (Investigações sobre Roubo a Banco) conseguiu neutralizar o sistema de vigilância e prender o suspeito de integrar a quadrilha.

Segundo o delegado Pedro Ivo Corrêa, o homem detido integra a principal organização criminosa responsável pelos maiores roubos deste tipo no país.

De acordo com o delegado, o ataque à transportadora de valores no Paraguai também é considerado o maior roubo deste estilo ocorrido na nação vizinha.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.