Descrição de chapéu Zona Leste

Ladrões furtam e vandalizam unidade de saúde na zona leste da capital paulista

Crime ocorreu na véspera do Ano-Novo e nenhum criminoso ainda foi identificado ou preso pela polícia

São Paulo

Criminosos invadiram, furtaram e vandalizaram a UBS (Unidade Básica de Saúde) Carlos Gentile, em Cidade Tiradentes (zona leste), no último dia 31.

Nesta quarta-feira (6), uma médica foi agredida e seu carro, alvo de depredação no estacionamento do local, segundo a polícia.

Conforme imagens obtidas pelo Agora, os criminosos arrombaram o portão de acesso para entrar na unidade. Foi registrado pela polícia que o alarme do local foi acionado, mas isso não intimidou a ação.

[an error occurred while processing this directive]

Ainda conforme as imagens, os ladrões arrombaram todos os armários onde funcionários guardam objetos pessoais na unidade de saúde, além de mexer em gavetas. Eles também reviraram o refeitório. Os invasores ainda quebraram uma televisão, móveis, o sistema de monitoramento com câmeras e estouraram um cano d’ água.

A UBS Carlos Gentille, em Cidade Tiradentes, na zona leste de São Paulo, foi alvo de furtos no fim do ano nesta quarta-feira (6), o carro de uma médica foi vandalizado - Rubens Cavallari/Folhapress

A polícia disse que foram furtados uma televisão, computadores, um botijão de gás, panelas e objetos, não especificados que estavam nos armários.

[an error occurred while processing this directive]

Um funcionário da unidade disse, em condição de anonimato, que o carro de uma médica foi depredado por parentes de uma paciente na quarta. O caso foi registrado por meio da delegacia eletrônica, segundo o 54º DP (Campo Limpo).

Conforme o boletim eletrônico, o Ford EcoSport teve o vidro da porta dianteira esquerda arrancado. Também foi danificado o retrovisor e o miolo da chave da porta dianteira.

Horas antes essa mesma médica, acrescentou o colega, foi vítima de agressões, supostamente feitas pelas mesmas pessoas que depredaram o veículo no estacionamento da UBS.

Os motivos para o desentendimento entre a profissional de saúde da UBS e parentes da paciente serão investigados pela Polícia Civil. A Secretaria Municipal da Saúde, gestão Bruno Covas (PSDB), diz que a médica passa bem e que continua trabalhando.

Respostas

A SSP (Secretaria da Segurança Pública), gestão João Doria (PSDB), afirmou que os dois casos foram registrados por meio da delegacia eletrônica e serão investigados pelo 54º DP (Cidade Tiradentes).

"Diligências serão realizadas para esclarecer a autoria do crime [furto]. Já o caso de dano [ao veículo], a unidade aguarda representação criminal por parte da vítima para apurar os fatos", diz trecho de nota.

A Polícia Militar afirmou realizar policiamento na área externa da UBS da zona leste de São Paulo e internamente, quando apoio é solicitado. "O policiamento ostensivo e preventivo é realizado por meio de planejamento estratégico e da análise dos índices criminais”, afirma a corporação.

A 3ª Cia. do 28º Batalhão, que faz policiamento na região, afirma ter prendido 316 suspeitos, recuperado 534 veículos roubados e apreendido nove armas de fogo na área, entre janeiro e novembro do ano passado.

A Prefeitura de São Paulo, gestão Bruno Covas (PSDB), afirmou que o furto ocorrido em 31 de dezembro foi registrado no sistema de monitoramento e vigilância da unidade de saúde.

O governo acrescentou que dois monitores, uma TV e o sistema de vigilância eletrônico da UBS foram danificados e substituídos após o vandalismo, ocorrido durante o furto.

A unidade, segundo a Secretaria Municipal da Saúde, atualmente conta com vigilância presencial, por tempo indeterminado.

A GCM (Guarda Civil Metropolitana), também da gestão Covas, afirmou ter sido acionada logo após o furto. A corporação acrescentou ter recuperado três monitores, deixados pelos bandidos.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.