Descrição de chapéu Interior

São Sebastião faz teste rápido de Covid-19 em turistas que chegam à cidade

O visitante que apresentar contaminação será barrado; moradores ajudam com vigilância

São Paulo

A Prefeitura de São Sebastião (191 km de SP) iniciou nesta segunda-feira (22) a testagem em massa durante os bloqueios sanitários nas divisas da cidade. Os testes rápidos de IGG e IGM detectam anticorpos contra a Covid-19 no organismo por meio de uma amostra de sangue (espetado no dedo), com resultado entre 10 e 15 minutos.

Os testes foram realizados inicialmente na costa sul do município (Bertioga e Canto do Mar). As barreiras sanitárias vão até o dia 2 de abril.

A medida, tomada pela prefeitura em conjunto com o Comitê de Gestão de Crise de enfretamento da pandemia, tem a intenção de conter o aumento dos casos de Covid-19 com a aproximação do megaferiado antecipado no município de São Paulo. A ideia é proteger a cidade que poderá receber uma corrida de paulistanos ao litoral norte.

O visitante que apresentar a contaminação pelo coronavírus terá sua entrada barrada. A prefeitura diz que a medida está amparada pelo Código Penal Brasileiro, em crimes contra a saúde pública, nos artigos 267, 268 e 269. Além de multa, a legislação prevê pena de detenção de um mês a um ano em caso de infração de medida sanitária preventiva.

Prefeitura de São Sebastião começo a fazer testagem em massa, durante os bloqueios sanitários, nas divisas da cidade (Boraceia, Costa Sul - Bertioga e Canto do Mar, Costa Norte Caraguatatuba) - Elton Ramos/PMSS

A cidade recebeu a doação de 33 mil kits de testagem de uma empresa parceira e pretende utilizá-los conforme a demanda em todo o município. “A testagem é gratuita e visa detectar os casos positivos, dar a devida orientação quanto à necessidade de quarentena domiciliar e conter o avanço da Covid-19 nos limites do município”, afirmou a prefeitura, por meio de nota.

Mais de 20 servidores públicos, ainda de acordo com a prefeitura, atuam no bloqueio sanitário educativo entre funcionários da Guarda Civil Municipal, agentes de trânsito, da comunicação e profissionais da saúde e dos serviços públicos.

Moradores fazem vaquinha e contratam vigia

Um grupo de 79 moradores de Toque Toque Grande, também, na costa sul de São Sebastião, organizou uma ação educativa para tentar impedir aglomerações na praia.

Desde o último dia 16, um vigia permanece na cancela que dá acesso ao bairro de domingo a domingo, das 8h às 16h. Com o decreto municipal 8.143/2021, que vale até o dia 30 de março, em mãos, ele explica a quem deseja acessar a praia que existe a “proibição de instalação de mesas, cadeiras, guarda-sóis, tendas, esteiras, caixa de som, coolers e similares que estimulem a aglomeração de pessoas nas praias, parques e espaços coletivos”. Uma faixa em frente à cancela também informa sobre o decreto.

“A ideia não é impedir a entrada de ninguém, até porque não podemos fazer isso. Mas explicar para as pessoas que é uma medida de proteção para os moradores e para elas mesmas”, disse a administradora Rosa Clara Bezerra Alves, 33 anos, que mora na casa de veraneio da família com o namorado desde o início da pandemia.

Moradores de Toque-Toque Grande, em São Sebastião, se organizaram para evitar a entrada de turistas na praia. São rondas comunitárias e um segurança na entrada da praia - Arquivo pessoal

Rosa disse que desde janeiro a praia está muito mais lotada por pessoas que viajavam apenas para passar o dia e que esta foi uma das motivações da ação. Os moradores, que fizeram uma vaquinha para pagar o salário do vigia e fazer a faixa, consideram bom o resultado até o momento.

“Ao final do dia, ele nos envia um relatório. Hoje (ontem), por exemplo, segunda-feira, 33 carros tentaram ficar na praia, 31 voltaram sem questionar, dois insistiram que só iriam conhecer e saíram rapidamente, 20 minutos depois”, afirmou. Os próprios moradores também fazem o que chamam de “ronda comunitária” para alertar sobre o uso de máscaras e normas sanitárias.

A prefeitura apoia a ação dos moradores por acreditar que “ações em conjunto trazem resultados melhores”. Durante o fim de semana, equipes da Secretaria de Segurança Urbana, Guarda Civil Municipal, Departamento de Tráfego, Defesa Civil e as sete regionais da Secretaria de Serviços Públicos percorrem as praias e orientam quem está na areia sobre os perigos de contágio do vírus.

De acordo com a prefeitura, viaturas, tratores e todo o maquinário necessário para difundir a orientação estão sendo utilizados, além de faixas, folders explicativos e fechamento dos estacionamentos das orlas das praias.

No último fim de semana, ainda de acordo com a prefeitura, nos períodos diurno e noturno, foram orientados, em todo o município e nas praias mais frequentadas como Guaecá, Cambury, Baleia e Juquehy, na Costa Sul, 187 banhistas, sendo retirados 41 guarda-sóis, cadeiras e tendas.

Com relação ao comércio, durante ação conjunta da fiscalização de posturas, vigilância sanitária, PM e GCM foram feitas diligências nos bairros Maresias, Barra do Sahy, Juquehy, Cambury, Boiçucanga e Barra do Una, em que mais de 64 estabelecimentos foram fiscalizados, sendo 12 autuados e um fechado.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.