Cidades paulistas conseguem antecipar calendário da vacina

Pessoas acima dos 45 anos já podem ser imunizadas nesta semana em alguns municípios do estado

Juca Guimarães
São Paulo

As secretarias municipais de Saúde e prefeituras estão redefinindo e antecipando o calendário de vacinação contra a Covid-19 para as pessoas que não são do grupo de risco (com comorbidades) ou atuam em profissões que dão direito à imunização prioritária.

Na região do ABC, a cidade de Diadema informou que vai vacinar as pessoas sem comorbidades e com mais de 44 anos de idade a partir de sábado (19), antecipando o calendário de imunização em seis dias.

“O município de Diadema entende a importância de vacinar toda a população o quanto antes, e desta forma está acelerando de maneira organizada a vacinação entre a população geral”, disse Franciele Finfa da Silva, coordenadora de Vigilância à Saúde de Diadema.

Santo André (ABC) segue o calendário estadual e vai começar a vacinar os quarentões no dia 23 de junho, quando começa a imunização para quem tem, pelo menos, 43 anos.

“Santo André está conseguindo antecipar e acelerar a vacinação, com a eficiência da imunização em pontos drive-thru e também em unidades de saúde. Porém, vale lembrar que devemos seguir todos os cuidados já conhecidos, como o distanciamento, o uso obrigatório da máscara e a utilização do álcool em gel”, disse o prefeito Paulo Serra (PSDB).

Profissional de saúde aplica dose de vacina em mulher, no drive-thru montado em Santo André (ABC) - Rivaldo Gomes - 2.mai.21/Folhapress

Osasco, na região metropolitana, e Santos, no litoral sul, também vão seguir o calendário da gestão Doria (PSDB), vacinando quem tem 50 anos a partir de hoje.

Guarulhos vacinará nesta quinta e sexta-feira lojistas e taxistas do aeroporto internacional, em Cumbica, independentemente da idade. As demais faixas, a cidade segue o estado.

No litoral, Caraguatatuba anunciou que nesta quinta começará a vacinar os moradores com idade a partir de 45 anos. Em São Sebastião, nesta quarta (16), os postos de saúde vão vacinar quem já tem 47 anos.

Além de antecipar a data de vacinação, a prefeitura do Guarujá, no litoral, fez um escalonamento de datas para evitar a aglomeração de moradores nos postos. Começou no dia 14, com pessoas de 58 e 59 anos. Na terça, foram incluídos os munícipes de 57 e, hoje, aqueles de 55 e 56 anos.

“Ver as projeções indicadas no Plano Estadual de Imunização (PEI), do governo do estado, nos deixa bastante animados em relação ao futuro. Cada progressão de faixa etária aumenta a esperança de que uma situação próxima da normalidade pode estar próxima. Mesmo com os avanços, é importante que todos continuem fazendo sua parte, vacinados ou não, os cuidados de higiene e distanciamento social não devem ser esquecidos. Não se pode baixar a guarda agora", disse Vitor Hugo Canasiro, secretário municipal de Saúde.

As prefeituras criaram regras próprias para a vacinação, algumas têm horários e locais específicos, outras exigem cadastro prévio pela internet e outras fazem a vacinação pelo drive-thru.
A garantia da vacina, segundo as prefeituras, depende da remessa prometida pelo governo federal.

Vacinação pelo estado - Cronograma

Grande São Paulo

Diadema
16/6: de 53 e 54 anos
17/6: de 51 e 52 anos
18/6: de 49 e 50 anos
19/6: de 44 a 48 anos

Santo André
16/6: 50 a 59 anos
23/6: 43 a 49 anos
30/6: 40 a 42 anos

São Caetano
16/6: mais de 50 anos

São Bernardo do Campo
17/6: mais de 50 anos

Mogi das Cruzes
16/6: mais de 50 anos

Osasco
16/6: mais de 50 anos

Guarulhos
16/6: mais de 50 anos

Itapecerica da Serra
16/6: mais de 55 anos

Itaquaquecetuba:
16/6: mais de 50 anos

Taboão da Serra:
16/6: de 53 e 54 anos
17/6: de 51 a 52 anos
18/6: mais de 50 anos

Litoral

Santos
16/6: mais de 50 anos

Guarujá
16/6: de 55 e 56 anos

Praia Grande
16/6: mais de 50 anos

São Sebastião
16/6: mais de 47 anos

Ilha Bela
16/6: mais de 58 anos

Caraguatatuba
17/6: mais de 45 anos

Fique de olho

  • Em algumas cidades é necessário ter feito o cadastramento prévio
  • A disponibilidade de vacinas depende, segundo as prefeituras, da remessas que serão repassadas pelo Governo Federal


Fontes: Assessorias das prefeituras e redes sociais oficiais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.