Bragantino quer ser o papão da Série B

Parceria com Red Bull faz clube sonhar com acesso à elite

Luís Marcelo Castro

Com seis representantes do estado de São Paulo na disputa, tem início nesta sexta-feira (26) a Série B do Campeonato Brasileiro. Além do reencontro dos campineiros Ponte Preta e Guarani, São Bento, Oeste, Botafogo e Bragantino buscam o acesso à elite.

E é justamente para o representante de Bragança Paulista, cidade localizada a 83 km de São Paulo, que os holofotes estão voltados.

Uma parceria entre Bragantino e Red Bull deve injetar mais de R$ 40 milhões no futebol do clube em busca do rápido acesso para a Série A.

O técnico Antônio Carlos Zago segura a taça de campeão do interior do Paulista, que venceu com o Red Bull Brasil; clube assume a gestão do Bragantino, e Zago será o comandante
O técnico Antônio Carlos Zago segura a taça de campeão do interior do Paulista, que venceu com o Red Bull Brasil; clube assume a gestão do Bragantino, e Zago será o comandante - Divulgação

De um lado, a matriz austríaca se incomoda de a filial brasileira ser a única longe do principal campeonato do país —nem sequer disputaria a Série D—, diferentemente de Red Bull Salzburg (Áustria), RasenBallsport Leipzig (Alemanha) e New York Red Bulls (EUA). O Red Bull Gana, na África, durou pouco por causa da falta de resultados.

Do outro, o Massa Bruta vislumbra não só sua sobrevivência, como planeja se tornar a quinta força do futebol paulista, a médio prazo, só atrás dos grandes. Outra meta a curto prazo é disputar torneios internacionais, como a Sul-Americana.

“Quando meu pai [Nabi] estava na UTI, só me pediu uma coisa: não deixar o Bragantino morrer. Estou cumprindo a promessa”, afirmou o presidente Marquinhos Chedid, cuja família controla o clube há seis décadas. “Os clubes pequenos do interior vão sucumbir. Precisamos mudar o futebol brasileiro.”

Apesar de já assumir a gestão neste, a empresa só mudará em 2020 o nome —Red Bull Bragantino—, o escudo e o uniforme.

O acesso, porém, será difícil. Clubes como Coritiba, Figueirense, Atlético-GO e Vila Nova, além dos rebaixados Vitória, Sport, Paraná e América-MG prometem acirrar a briga.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.