Tabu move o Peixe no mata-mata da Copa do Brasil com o Galo

Santos superou o Atlético-MG nos três duelos que os times disputaram em confrontos eliminatórios

Luís Marcelo Castro
São Paulo

Embalado no Brasileiro, o Santos tenta repetir o sucesso na Copa do Brasil e, para isso, buscará um bom resultado de Belo Horizonte (MG), nesta quarta-feira (15), às 19h15, no duelo de ida das oitavas de final.
O Peixe conta com o bom retrospecto diante do Atlético-MG em mata-matas. O único encontro entre os dois clubes pela Copa do Brasil ocorreu nas quartas de final de 2010. Após levar 3 a 2 no Mineirão, o time paulista fez 3 a 1 na Vila e avançou. Depois, passou por Grêmio e Vitória e levantou a taça.

Jorge Sampaoli comanda treino do Santos no CT Rei Pelé; Peixe tem bom histórico contra o Galo em mata-matas, mas técnico atravessa jejum
Jorge Sampaoli comanda treino do Santos no CT Rei Pelé; Peixe tem bom histórico contra o Galo em mata-matas, mas técnico atravessa jejum - Ivan Storti/Santos FC/Divulgação

Antes, os alvinegros se encontraram outras duas vezes em mata-matas. Em 1964, pelas quartas da Taça Brasil, o Brasileiro da época, o Santos de Zito, Pelé e Pepe massacrou o Galo por por 4 a 1, fora, e por 5 a 1, no Pacaembu —também faturou a taça depois de eliminar Palmeiras e Flamengo.

Já no Brasileiro de 1983, o time da Baixada, com Pita, Chulapa e João Paulo, tirou o clube de Minas nas semifinais, com vitória por 2 a 1 no Morumbi e 0 a 0 no Mineirão —dessa vez, porém, o Fla deu o troco na decisão.

Apesar de levar a melhor nos jogos eliminatórios, o Alvinegro Praiano soma 35 vitórias contra 37 dos mineiros em 96 confrontos.

“Estamos focados, viramos a ‘chavinha’. Por mais que tenhamos um clássico no sábado [Palmeiras], estamos concentrados para trazer um bom resultado”, disse Jean Mota, artilheiro santista na temporada, com nove gols.

“O primeiro jogo pode definir bastante, por mais que seja fora. Será difícil, o Atlético é um time que vem de derrota, mas estava confiante no Brasileiro. Sabemos que lá [no Independência] é complicado, mas estamos nos preparando bem para surpreender.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.