Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Coringão avança com Love, Tricolor sonha com Daniel Alves

Vitor Guedes
São Paulo

Só Love, só Love... Alô, povão, agora é fé! Com dois gols de Vagner Love, o Corinthians bateu o Wanderers por 2 a 1 (4 a 1 no agregado) e vai encarar o Fluminense nas quartas de final da Copa Sul-Americana! Entre os tentos de Love, Bravo fez o gol uruguaio. 

Vagner Love comemora com Ramiro após marcar o primeiro dos seus dois gols no Montevideo Wanderers, no Uruguai
Vagner Love comemora com Ramiro após marcar o primeiro dos seus dois gols no Montevideo Wanderers, no Uruguai - Miguel Rojo/AFP

Além da vitória e da classificação, Carille pode festejar as atuações de Matheus Jesus, Mateus Vital e, acredite, Ramiro. E o treinador, que deu ritmo para os reservas e poupou peças para o Dérbi, vai ganhando opções.

O são-paulino multicampeão Daniel Alves ainda é, aos 36 anos, um dos melhores laterais do mundo e foi o craque da última Copa América. Esquecendo a grana e pensando só neste Brasileirão, ótima contratação. Agora, se vai justificar a grana investida, os exagerados três anos de contrato e recolocará o Tricolor na rota das voltas olímpicas, o tempo dirá... Tempo, registre-se, que nenhum grande europeu quis bancar!

Não há brasileiros entre os dez indicados ao melhor do mundo, mas não faltam bons brazucas no Liverpool de Van Dijk, Mané e Salah, no PSG de Mbappé, no Barça de Messi, na Juve de Cristiano Ronaldo, no Ajax de Jong e De Ligt, no Tottenham de Kane! De coadjuvantes, Neymar incluso, estamos bem servidos!

Da série "o pior cego é o que enxerga o inexistente", foram constrangedores os "pênaltis" inventados tanto para Palmeiras quanto para Flamengo abrirem o placar, respectivamente, contra Godoy Cruz e Emelec.

E agora, com as quartas de final da Libertadores definidas (Palmeiras x Grêmio e Inter x Flamengo) e com os brasileiros do mesmo lado da chave, fica a questão: quem o lixo do VAR colocará na decisão? Do outro lado escolherão River ou Boca? Cerro e LDU têm alguma chance contra o VAR? Quem viver verá!

Nelson Rodrigues: "Muitas vezes é a falta de caráter que decide uma partida. Não se faz literatura, política e futebol com bons sentimentos". 

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.