Em Itaquera, Timão festeja 109 anos com vitória sobre o Galo

Gustagol, que não marcava desde maio, dá o presente de aniversário

Marcelo Mora

Era dia de festa, aniversário de 109 anos. Demorou, mas a comemoração veio do jeito que corintiano está acostumado, de modo sofrida, com gol aos 44min do segundo tempo. O Timão assumiu a terceira posição do Brasileirão, com 31 pontos, ao bater o Atlético-MG por 1 a 0, gol do atacante Gustavo, neste domingo (1º), na Arena Corinthians.

Com o resultado, deixou para trás o Verdão, com 30 pontos, e o Tricolor, com o mesmo número de pontos, mas saldo de gols superior — 10 contra 9. O Galo mineiro segue com 27 pontos na tabela, mas agora caiu para a sétima posição, atrás do Internacional.

Homem de branco correndo em gramado com bola
Gustavo, do Corinthians, em lance que resultou no gol da vitória do clube sobre o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro - Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Embalado pela classificação às semifinais da Copa Sul-Americana, o Timão tomou a iniciativa do jogo logo no início e com 17 minutos de bola rolando já havia cobrado seis escanteios, contra nenhum do Galo.
Apesar da pressão corintiana, a primeira grande chance de gol foi dos atleticanos. Aos 23min, Chará arrancou pela direita e cruzou na área, a bola passou por toda a extensão da área até chegar em Ricardo Oliveira, que tocou de cabeça. Com grande defesa em cima da linha, Cássio salvou o Timão.

A resposta veio logo em seguida, com Mateus Vital, que arriscou da entrada da área e obrigou o goleiro Cleiton a também fazer uma boa intervenção.

 Aos 41min, rolou a jogada mais incrível da partida, com Vágner Love como protagonista. Em cobrança de escanteio do Atlético-MG, o atacante corintiano quase fez gol contra, mas Cássio, ligado, fez defesa segura e iniciou o contra-ataque com o próprio Love, que arrancou em velocidade e bateu forte da entrada da área, mas direto nas mãos de Cleiton.

Já no final do jogo, Gustagol, que não balançava as redes desde 23 de maio, antes da parada para a Copa América, contou com uma ajudinha de Cleiton para desencantar. 

O goleiro pegou mal em cobrança de tiro de meta e deu no pé de Mateus Vital, que serviu ao centroavante. Da entrada da área, ele finalizou de canhota, e garantiu a festa dos corintianos.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.