Com goleada sobre o Oeste, Tricolor coloca um fim ao jejum

Daniel Alves e Alexandre Pato marcam dois gols cada um

São Paulo

O Tricolor, que não vencia havia três partidas, ganhou. Alexandre Pato, que não marcava desde o dia 10 de agosto de 2020, anotou dois gols. Soma-se a isso os dois tentos de Daniel Alves chega ao placar de 4 a 0 sobre o Oeste, neste sábado (22), na Arena Barueri.

Ao espantar a maré de azar, o São Paulo não só retorna à zona de classificação como reassume a liderança isolada do Grupo C, com 12 pontos. O segundo colocado é o Mirassol, com 10.

Daniel Alves (no alto) comemora o seu primeiro gol com os companheiros, na vitória por 4 a 0 sobre o Oeste, em Barueri, pelo Campeonato Paulista
Daniel Alves (no alto) comemora o seu primeiro gol com os companheiros, na vitória por 4 a 0 sobre o Oeste, em Barueri, pelo Campeonato Paulista - Rubens Chiri/saopaulofc.net

A campanha do Oeste, a pior da competição, era um convite para os tricolores reencontrarem a paz com os torcedores com uma exibição convincente.

Logo aos 4min, em um arremate sem pulo, Daniel Alves marcou o gol que deixou a equipe com a tranquilidade para jogar à vontade.

O problema é que isso virou descuido. O Oeste cresceu no ataque e só não empatou por dois motivos: uma bola na trave e o goleiro Tiago Volpi evitou o pior.

Na etapa final, os são-paulinos seguiram com o controle das ações, mas abusando do preciosismo na hora de tentar finalizar.

Como o segundo gol não saía, a torcida pediu a entrada do veterano Hernanes, o que aconteceu aos 19min.

Dois minutos depois, o gol espanta zica. Pato aproveitou o rebote do goleiro Felipe Lacerda e anotou o seu primeiro gol em 2020.

Como gosta de brincar com o perigo, o São Paulo, aos 25min, só não levou um gol porque o atacante Bruno Paraíba errou por muito pouco em um toque por cobertura à frente de Volpi.

A goleada então foi construída graças à generosidade da defesa do Oeste, a pior do torneio, agora com 19 gols sofridos em sete jogos.

O terceiro gol foi de Daniel Alves, aos 29min, que recebeu assistência de Pato.

No final, aos 43min, Pato levou à loucura o zagueiro Lídio em uma arrancada e sofreu pênalti. Frio na cobrança, o camisa sete fechou o passeio tricolor.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.