Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Paralisação, ainda que tardia, era a única decisão possível

Jogos do final de semana nem deveriam ter sido disputados

São Paulo

Apesar de você, amanhã há de ser outro dia... Alô, povão, agora é fé! Ainda que de forma tardia, a Federação Paulista fez a única coisa aceitável e paralisou, por tempo indeterminado, o Paulistão! Reitero o meu posicionamento feito em todas as minhas tribunas antes e durante a rodada: já foi uma completa irresponsabilidade a realização dos jogos, com direito a bizarra diferenciação de alguns estádios com plateia e outros sem, como se o coronavírus respeitasse limites de município!

Solteldo, do Santos, disputa lance com Arboleda, do São Paulo, no clássico no estádio do Morumbi sem torcida, mas que não deveria ter sido realizado
Solteldo, do Santos, disputa lance com Arboleda, do São Paulo, no clássico no estádio do Morumbi sem torcida, mas que não deveria ter sido realizado - Ivan Storti - 15.mar.20/Santos FC/Divulgação

E como também foi um erro comprovado o Flamengo de Jorge Jesus, que testou positivo para o coronavírus em exame preliminar, atuar no Carioca.

O fato de o presidente da República, Jair Bolsonaro, ser irresponsável a ponto de tratar uma pandemia mundial como “fantasia” ou “histeria” não diminui, em nada, os riscos. E, como ensina e pede a Organização Mundial de Saúde, o correto é evitar aglomerações para diminuir o contato entre as pessoas até para que indivíduos que não fazem parte do grupo de risco não transmitam a doença a quem é mais sensível: é solidariedade, humanidade, civilidade!

Ora, como, quando e se o Paulistão vai acabar, a situação dos jogadores que têm contrato encerrando junto ao término previsto do estadual —consequências alusivas ao acesso, ao rebaixamento e ao calendário desta e da próxima temporada—, são assuntos muito importantes, fundamentais até, mas menores se comparados à saúde da humanidade, parcela irresponsável, egoísta e acéfala inclusa.

O futebol não pode resolver todas as questões da sociedade. Mas, ao contrário do que alguns acreditam e pregam, não é um mundo à parte, não pode seguir a vida normalmente e tem de fazer a sua parte para dar o exemplo! Não há, ainda, motivo para desespero. Ainda. O que poderá vir a acontecer se continuarmos brincando e minimizando coisa séria, talkey?

Nelson Rodrigues: “Existem situações em que até os idiotas perdem a modéstia”.

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

TROFÉUS

CASCATA
Posse de bola -
Uma raposa felpuda, como diria o outro, confessou à coluna que, na reunião que foi acertada a paralisação por tempo indeterminado do Paulistão, nem sequer foi cogitada a possibilidade de posse de bola, número de passes e finalizações fora do estádio serem considerados para efeito de pontuação no retorno do certame.

ARMAGEDON
Calendário -
Não há condições de jogar. Ponto. E, como ninguém terá a pachorra de discordar que nosso calendário é um lixo, é a oportunidade para os clubes, de forma séria e conjunta, aproveitarem para estudar soluções não só para a conclusão dos certames em andamento, mas, principalmente, para mudanças futuras definitivas.

Vitor Guedes
Vitor Guedes

43 anos, é ZL, jornalista formado e pós-graduado pela Universidade Metodista de São Paulo, comentarista esportivo, equilibrado e pai do Basílio

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.