Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Paralisação também evita sofrimentos armagedônicos

São Paulo

Na bola, no samba, na sola, no salto, lá vem o Brasil, descendo a ladeira... Alô, povão, agora é fé! Se na edição de ontem lembramos de ídolos corinthianos, são-paulinos, palmeirenses, santistas e lusos que deixaram saudade, hoje é a vez de escalar “selelamas” dos cinco grandes paulistas, só com jogadores que chegaram como “reforços” e viraram grandes micos e não deixaram qualquer saudade nos respectivos torcedores.

O critério é o mesmo: vale de 1977, ano em que nasci, para cá. Haja ruindade!

Corinthians: Johnny Herrera; Villamayor, Gralak, Sebá e Julinho; Ibson, Piá e Defederico; Paulo Nunes, Pato e Zizao. Técnico: Adilson Batista.

O atacante Leandro Damião comemora o seu gol pelo Santos
O atacante Leandro Damião, que não deixou saudade na torcida santista, festeja um de seus parcos 11 gols pelo Santos, no que foi um dos piores negócios da história - Ivan Storti - 9.out.14/Santos FC

São Paulo: Jean; Saavedra, Lúcio, Xandão e Clemente Rodríguez; Jucilei, Cañete e Cueva; Guisao, Pabón e Tréllez. Técnico: Edgardo Bauza.

Palmeiras: Aranha; Fabinho Capixaba, Juninho, Leandro Almeida e Gerley; Márcio Araújo, Wesley e Bruno César; Carlos Eduardo, Max Pardalzinho e Adriano Chuva. Técnico: Ricardo Gareca.

Santos: Henao; Reginaldo Araújo, Armstrong, Astorga e Romário; Leandro Donizete, Gérson Magrão e Cueva; Keirrison, Leandro Damião e Nilson. Técnico: Jair Ventura.

Portuguesa (escalada em parceria com o amigo rubro-verde Luiz Carlos Duarte): Rodrigo Calaça; Fabinho Capixaba, Bosco, Pradera e Anderson Paim; Dias e Acleisson, Piá e Struway; Dentinho e Héverton. Técnico: Allan Aal.

Se puder, ignore o lunático irresponsável do presidente Jair Bolsonaro e fique em casa!

Vai passar!

Machado de Assis: “Esquecer é uma necessidade”.

Já virou tradição. Às 16h (horário da ZL), em tabelinha com o meu Basílio, tem transmissão ao vivo (“live” é fronhice de colonizado fanático que chama “coroa enxuta” de “milf”) na página facebook.com/blogdovitao. Na pauta, a coluna comentada mais futebol, política, música, descontração e o que der na telha.

Prestigiem!

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca!

Vitor Guedes
Vitor Guedes

43 anos, é ZL, jornalista formado e pós-graduado pela Universidade Metodista de São Paulo, comentarista esportivo, equilibrado e pai do Basílio

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.