Descrição de chapéu Opinião

Caneladas do Vitão: Timão tropeça no Flu, na própria ruindade e vai sofrer até o fim!

Nenê foi decisivo na vitória do Fluminense no Maracanã

São Paulo

Quanto tempo o coração leva pra saber, que o sinônimo de amar é sofrer... Alô, povão, agora é fé! O Corinthians entrou e saiu da rodada fora da zona da degola no critério de desempate. E a sofrível derrota por 2 a 1 para o Fluminense deixou claro que o tempo jogado no lixo com o "trash metal" de Tiago Nunes custará muito caro.

Se a ideia era romper com o estilo vitorioso que, alguns hiatos à parte, fez com sucesso com Mano, Tite e Carille de 2008 a 2019, Tiago Nunes devolveu o Timão em 2007: não há defesa, não há meio, não há ataque, não há nada! E o elenco é fraco! O que não signifique que seja inferior a Guaraní-PAR, Água Santa, Inter de Limeira, Ponte Preta e ao próprio Fluminense. E o Flu, que ainda contou com um apito escandalosamente caseiro, foi melhor durante a partida.

O CARA DA RODADA: Com talento, esperteza, experiência e sorte para, caído, abrir os trabalhos e com categoria e precisão para converter "pênalti", o veterano Nenê foi decisivo para a vitória do Fluminense por 2 a 1 na assustadora e preocupante estreia de Coelho no fragilíssimo Corinthians
O CARA DA RODADA: Com talento, esperteza, experiência e sorte para, caído, abrir os trabalhos e com categoria e precisão para converter "pênalti", o veterano Nenê foi decisivo para a vitória do Fluminense por 2 a 1 na assustadora e preocupante estreia de Coelho no fragilíssimo Corinthians - @timedeguerreiros no Instagram

Coelho não teve tempo de treinar e ainda não pôde escalar Fagner e Avelar, suspensos. O treinador não tem culpa pela falta de identidade, mas responde pela escalação esdrúxula e pelas alterações exóticas.

O interino que sonha virar efetivo errou ao se acovardar com Gabriel, Cantillo e Éderson, covardia que custou o resultado logo de cara. E, se teve coragem para abrir mão da bobagem logo aos 17 minutos, errou ao escolher Éderson e manter Gabriel para colocar Everaldo.

Com 8 minutos, o Fluminense já estava à frente e Gabriel já estava amarelado havia cinco minutos, cartão que matou inclusive a sua capacidade de ser útil como cão de guarda.

Quando a fase é ruim, tudo joga contra. Inclusive o soprador de apito Braulio Machado, que chegou a marcar tiro de meta após o goleiro Muriel evitar gol de falta claramente espalmando a bola para escanteio: um escárnio! O mesmo juiz que, em dois lances de bola na mão sem qualquer intenção, mandou seguir quando era para o Corinthians e marcou pênalti para o Flu.

Nenê fez o seu segundo, e Mateus Vital, já nos acréscimos, diminuiu, 2 a 1. Ao que parece, o Flu terá mais facilidade que o Timão para chegar aos 45 pontos.

*

Virginia Woolf: "É muito mais difícil matar um fantasma do que matar uma realidade".

Eu sou o Vitor Guedes e tenho um nome a zelar. E zelar, claro, vem de ZL. É tudo nosso! É nóis na banca! E no agora.com.br!

*

TROFÉUS

ORELHUDO: Domènec Torrent

Alguns torcedores e uma porção de jornalistas gritam que não se pode comparar o Flamengo campeão brasileiro e continental de Jorge Jesus com o rubro-negro "posicional" do fã de rodízio Doménec Torrent! Então, para não magoar essa gente, vou respeitar o pedido/ordem e não vou dizer, de jeito nenhum, que a derrota de 2 a 0 do Flamengo para o Ceará de Gordiola vai para a conta das opções feitas pelo técnico catalão.

BEM NA FITA: Jean

Ex-Bahia, o goleiro do Atlético-GO roubou a cena na estreia de Mano Menezes no adversário ao abrir o placar pegando o rebote da falta que carimbou a barreira. Sofrer com lei de ex com goleiro é porreta demais, Bahêêêa! Quem sabe a história muda quarta, com Rodriguinho e Clayson enfrentando o Timão.Como toda regra tem exceção, a lei do ex não valeu para Everaldo. O corinthiano até foi à rede contra o Flu, mas Michel estava impedido na origem no lance.

*

Destaques da rodada

Sinal vermelho

O Internacional conseguiu perder para o ex-lanterna Goiás mesmo atuando com um jogador a mais desde o primeiro minuto! Apesar da façanha, o Colorado não perdeu a liderança do CovidãoBR de VARtebol, mas perdeu uma grande chance de abrir uma gordurinha! O favorito Flamengo, que caiu no Ceará por 2 a 0, o São Paulo, que esteve duas vezes à frente mas cedeu a igualdade ao Santos, e o Palmeiras, que abriu 2 a 1 no Sport quando tinha um jogador a mais, mas também permitiu o empate, poderiam ter aproveitado melhor a derrota do líder. Quem se deu bem foi Atlético-MG, que fez 2 a 1 no Braga e assumiu a vice-liderança.

Arte Agora
Arte Agora

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.