Confira os descontos no salário com a reforma da Previdência

Calculadora mostra como podem ficar os rendimentos se o governo aprovar regra

Patrícia Pasquini

O governo federal lançou uma calculadora que permite aos trabalhadores da iniciativa privada e aos servidores públicos saber o valor da contribuição previdenciária, segundo as regras da PEC (proposta de emenda à Constituição) 6, da reforma da Previdência.

Trabalho Calculadora
Calculadora mostra a diferença nas contribuições - Arte Agora

O site prevê também calcular o valor das aposentadorias com as regras propostas pelo governo, mas o serviço ainda não estava disponível.

A gestão Jair Bolsonaro (PSL) quer criar um sistema de descontos escalonados for faixa salarial, tornando a contribuição ao INSS similar ao que é feito hoje no Imposto de Renda.

Um trabalhador que receba hoje um salário de R$ 2.600 tem, mensalmente, R$ 234 descontados de seu salário referentes à alíquota de 9% do INSS. Se a reforma passar, o valor sobe para R$ 237,03. Ele passará a ter uma alíquota efetiva de 9,12%.

 

A calculadora disponibilizada pelo governo também detalha a composição dos descontos. Nessa mesma página, trabalhadores e servidores também terão acesso à legislação e às principais mudanças propostas pelo governo.

Para os servidores, a tabela vai além do atual teto do INSS, de R$ 5.839,45, pois o funcionalismo tem salários mais altos e que não estão sujeitos a esse limite. Ao usar a calculadora, o servidor deve informar se já aderiu ao regime de previdência complementar quando será submetido ao teto.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.