Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Aposentado pede tapa-buraco em rua

Leitor diz esperar há dois meses que a Subprefeitura de Itaquera faça o serviço de tapa-buraco na rua onde mora

Havolene Valinhos
São Paulo

O aposentado Francisco Nogueira de Souza, 68 anos de Itaquera (zona leste), conta que, há quase dois meses, um buraco está aberto no asfalto, na rua Professor Brito Machado, em frente à sua casa.

Souza afirma que, no dia 26 de março, registrou a primeira reclamação na central de atendimento da Prefeitura de São Paulo. 

Segundo ele, na ocasião, foi informado de que a situação seria resolvida no prazo de 45 dias. Porém, o leitor relata que, até o momento, nenhuma providência foi tomada. 

O aposentado Francisco Nogueira de Souza mostra o buraco que está aberto em frente à sua casa
O aposentado Francisco Nogueira de Souza mostra o buraco que está aberto em frente à sua casa - Rivaldo Gomes/Folhapress

“É um absurdo. O prazo já expirou e eles não dão nenhuma posição. Pagamos altos impostos e a prefeitura não é capaz nem de recapear o asfalto. Terei que esperar até quando?”, afirma.

 
O aposentado conta que a rua onde mora é movimentada, pois liga a vias que permitem aos motoristas acessarem a avenida Radial Leste.

“Por isso, muitos veículos passam por aqui todos  os dias. Tem se tornado comum as rodas dos carros caírem no buraco, pois não dá tempo de os motoristas perceberem a cratera e desviarem. Estou até acostumado a ouvir as reclamações de quem passa por aqui. Muitos motoristas ficam nervosos. Não é para menos. É muito desrespeito”, relata à reportagem. 

“Peço a intervenção do Agora para o caso seja solucionado. Não sei mais a quem recorrer”.

Prefeitura de São Paulo
Tel.: 156

 

Subprefeitura fará vistoria

A Subprefeitura de Itaquera informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que fará nesta semana uma vistoria na rua Professor Brito Machado para analisar o caso citado. 

O órgão diz ainda que, na sequência, as devidas providências serão tomadas.

Em novo contato com o Agora, o leitor Francisco Nogueira de Souza disse que espera que a situação realmente seja resolvida pela Prefeitura de São Paulo. “Se não taparem o buraco, reclamarei de novo."

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.