Descrição de chapéu INSS

Relator não mudará regra de professor nem cálculo do benefício

Voto complementar ao relatório da Previdência deve ser apresentado na semana que vem

Cristiane Gercina
São Paulo

O relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), não irá modificar as regras da aposentadoria de professores nem de policiais, e também não vai mudar o cálculo da média salarial para futuros aposentados. 

O deputado Samuel Moreira, relator da comissão especial da Reforma da Previdência, durante sessão de apresentação e leitura de seu relatório na comissão, no dia 13 de junho
O deputado Samuel Moreira, relator da comissão especial da Reforma da Previdência, durante sessão de apresentação e leitura de seu relatório na comissão, no dia 13 de junho - André Coelho/Folhapress

Moreira deve apresentar na semana que vem um voto complementar ao relatório divulgado por ele na quinta-feira (13). No entanto, já deixou claro que não fará nenhuma alteração “estrutural” na medida que possa comprometer a economia de quase R$ 1 trilhão prevista com a nova versão da reforma.

Nesta quarta-feira (26), as centrais sindicais se reuniram com o parlamentar. Dentre as reivindicações estava a de mudar o cálculo da média salarial das aposentadorias.

Se aprovada como está, a reforma da Previdência determina que a média salarial leve em conta todos os salários desde julho de 1994. Hoje, o INSS descarta os 20% menores e só usa os 80% maiores. Com a mudança, a renda na aposentadoria cai de 20% a 30%.

O relator considerou que uma alteração deste tipo traria um “impacto enorme”. Segundo Miguel Torres, presidente da Força Sindical, Moreira ouviu as reivindicações, mas afirmou a eles que o tempo era curto para mudanças. “Vamos tentar tirar o máximo possível de coisa ruim ou tentar diminuir. Depois, vamos tentar destaques ou emendas”, disse Torres.

Sobre professores e policiais, Moreira afirmou considerar que “os esforços” já foram feitos na primeira versão de seu relatório, que trouxe idade menor no benefício das professoras. Após a leitura do voto, o relatório está pronto para ser votado na comissão. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.