Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Trabalhador reclama de VR zerado

Auxiliar reclama que Sodexo não resolveu sumiço dos créditos de seu vale-refeição; veja outras queixas

Everton Menezes
São Paulo

O auxiliar de logística Márcio Zegunis, 40 anos, de São Bernardo do Campo (ABC), conta que está indignado com a perda repentina de todos os seus créditos de vales refeição e alimentação. 

Zegunis, que é terceirizado de uma empresa de refrigerantes, afirma que chegou a conferir o extrato dos cartões, mas que, em pouco tempo, o saldo ficou zerado sem ele ter utilizado. 

“Liguei para a Sodexo para pedir ajuda, mas eles informaram que não poderiam fazer nada. Disseram que a culpa era minha, que eu havia gastado tudo ou que tinha emprestado meu cartão para alguém, o que é mentira”, conta Zegunis, que diz ter todos os extratos detalhados que comprovam que não utilizou os cartões. 

O leitor acredita que houve uma falha do sistema operacional da empresa e só deseja ser ressarcido, mas não descarta, também, que tenha sido vítima de uma clonagem de cartões. “Estou no prejuízo, só queria que a empresa resolvesse o problema e não tratasse meu caso dessa forma. Quero meus créditos de volta, por isso, peço ajuda do Defesa do Cidadão”, 

Gabriel Cabral/Folhapress

Sodexo afirma que atualização de cartão atrasou

A Sodexo informa que, por inconsistência sistêmica do estabelecimento frequentado pelo leitor, as transações feitas com seu cartão não foram efetivadas no momento da compra, o que resultou em atraso na atualização do saldo.

Outras reclamações 

Cruzeiro do Sul  

A professora Bianca Gonçalves de Oliveira, 31 anos, da Freguesia do Ó (zona norte) conta que solicitou a emissão de seu diploma para a Universidade Cruzeiro do Sul, mas reclama que, apesar de ter encaminhado diversos emails, até o momento, não recebeu uma resposta. 


Resposta 

A Cruzeiro do Sul informa, em nota, que não há atraso na confecção do diploma da aluna e, para a confecção do documento, são necessários 64 dias úteis, mas entregará pata leitora até o dia 10 de outubro. 

Vivo 

Flávia Sousa do Carmo Matias, 29 anos, de Cajamar (Grande SP), afirma que tentou cancelar seus serviços da Vivo. “Mas o operador ofereceu uma redução no valor da mensalidade para eu não cancelar, mas os serviços continuam sendo cobrados normalmente.” 


Resposta 

A Vivo informa que a oferta foi inserida e as faturas foram ajustadas.


Enel 

O aposentado Odilon Gomes Fernandes Filho, 69 anos, de Osasco (Grande SP), reclama da burocracia da Enel para ressarci-lo. Ele relata que teve os eletrodomésticos de sua casa queimados após uma explosão de um transformador. 


Resposta 

A Enel informa que aguarda o recebimento de todos os documentos necessários para dar sequência ao processo.

TIM 

Divaldo Tonin, 60 anos, do Bom Retiro (região central), afirma que fez três recargas em sua linha da TIM, mas reclama que os créditos sumiram sem que ele tivesse realizado telefonemas. “Isso é um absurdo, eu quero que eles me reembolsem ou devolvam os créditos. Por favor, Agora, me ajude.” 


Resposta 

A TIM informa, por meio de nota de sua assessoria de imprensa, que tentou contato por diversas vezes com o leitor, porém sem êxito. A operadora diz ainda estar à disposição para esclarecer seus questionamentos por meio do site www.tim.com.br ou pelo centro de relacionamento com o cliente discando *144 do próprio celular ou 1056 de qualquer telefone.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.