Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Com suspeita de câncer, idosa espera exame desde junho

Leitora afirma que não consegue marcar procedimento que confirmará se ela tem a doença; veja outras queixas

São Paulo

A aposentada Amália Domingos Gomes, 70 anos, do Parque Tietê (zona norte), afirma que, desde junho, aguarda o agendamento de um exame chamado broncoscopia, encaminhado por um médico da rede pública de saúde. 

“Estou com suspeita de câncer no pulmão e o especialista achou necessário fazer este procedimento para comprovar. Mas, como é necessário uma internação prévia para que ele seja feito, a saúde municipal se recusa a marcar uma para mim, alegando que o caso não é urgente. Posso ter câncer no pulmão, como isso não é urgente?”, diz. 

Lalo de Almeida/ Folhapress

Segundo a leitora, na única vez que tentaram encaixá-la em uma vaga, o procedimento seria realizado somente em 4 de dezembro, seis meses após o pedido do médico. 

“Cada dia é menos um dia para mim. Infelizmente não tenho condições de pagar esse exame na rede particular, por isso peço que me ajudem. Minha saúde e minha vida estão em jogo.” 

Secretaria de Saúde marca consulta 

A Prefeitura Municipal de São Paulo, por meio de nota de sua assessoria de imprensa da CRS (Coordenadoria Regional de Saúde) Norte, informa que foi agendada para a leitora uma consulta médica da especialidade oncologia para o próximo dia 23 de outubro. Ao Agora, a leitora confirmou a informação. 

Outras reclamações 

CVC 

O comunicador Adelto Gonçalves, da Praia Grande (78 km de SP), reclama do mau atendimento da loja da CVC Shopping Brisamar, onde comprou passagens e hospedagem para uma viagem. “Os atendentes não deixaram claro que a passagem não incluía bagagens despachadas. Em razão disso, tive de pagar R$ 180 para despachar minhas malas. Quero que o estabelecimento devolva esse valor ”, afirma o leitor. 


Resposta  

A CVC esclarece que consta em contrato, devidamente assinado pelo cliente, a informação que a tarifa contratada não inclui bagagem despachada. 


TIM 

A aposentada Sônia de Oliveira Nikosky, 78 anos, da Vila Formosa (zona leste), conta que a operadora bloqueou seu acesso à internet sem justificativa prévia. “As contas estão pagas, não sei o motivo disso. Sou uma pessoa com 78 anos e muita dificuldade de locomoção. Utilizo a internet para atualização de mundo e comunicação. Quero uma resposta da TIM sobre o caso”, diz a leitora. 


Resposta  

O centro de relacionamento com o cliente TIM informa, por meio de nota enviada por sua assessoria de imprensa, que o caso da leitora Sônia de Oliveira Nikosky, está em tratamento.

Carrefour 

A advogada Juliana Rodrigues, 27 anos, da Consolação (região central), conta que, no dia 22 de agosto, comprou um computador no Carrefour. Porém, a leitora afirma que o equipamento apresentou defeito no teclado. “Queremos a troca do aparelho, mas não nos atendem.” 


Resposta 

O Carrefour informa, por meio de nota, que, em contato com a fabricante, solicitou uma ordem de serviço e um código de postagem para reparo do aparelho. A empresa afirma que já avisou a leitora.

Prefeitura de SP

"Está sendo feito o recapeamento na rua onde moro, mas está subindo muito pó. Entrei em contato com a Prefeitura de São Paulo e deram prazo de 30 dias. “Isso é um absurdo. Tem muito pó, o que afeta todos os moradores da região. É um desrespeito", diz Romão Cortes Neto, 66, manobrista, Vila Carrão


Resposta 

A Secretaria Municipal das Subprefeituras informa, por meio de nota, que a conclusão das obras na via está prevista para o próximo mês. 

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.