Descrição de chapéu Defesa do Cidadão

Cliente contesta anuidade do cartão

Comerciante da zona norte afirma que o banco faz cobrança indevida

Kelly Mantovani
São Paulo

O comerciante Diego Figueiredo da Cruz Silva, 31 anos, da Brasilândia (zona norte), conta que há dez anos é cliente do Itaú e, contando com esse relacionamento com o banco, solicitou um cartão de crédito adicional para sua mãe, mas, segundo ele, o atendimento da empresa foi péssimo. 

“O banco garantiu que a anuidade só seria cobrada caso minha mãe desbloqueasse o cartão, o que não aconteceu. Solicitei então o estorno dos valores cobrados erroneamente durante vários meses, mas o Itaú disse que não vai devolver. Ela não usou o cartão em nenhum momento, por que não tenho direito de receber o dinheiro? ”, queixa-se. 

Gabriel Cabral/Folhapress

Silva reclama que, além de negarem o que, segundo ele, estava previsto no contrato do serviço, o banco não foi solícito em nenhum momento do processo de cancelamento e pedido de estorno. “Pensei que por ser cliente há tanto tempo poderia conversar com eles e resolver a situação. Estou decepcionado. Quero o meu dinheiro de volta.”

Banco faz devolução de valores 

O Itaú informa que, após análise, identificou a formalização do cancelamento do cartão adicional na central de atendimento e, visando a manutenção de seu relacionamento com o cliente, realizou o estorno de todos os valores relacionados à anuidade do cartão adicional, que estarão disponíveis em sua próxima fatura. 

Outra reclamações 

Vivo  

William Eufrásio Camargo, 37 anos, de Bauru (329 km de SP), conta que é assinante da Vivo TV, mas, em setembro, começou a chegar emails dizendo que tinha contratado filmes, porém ele afirma que nunca os alugou. “Tenho números de protocolos para cada email informando a situação. Retornei o contato para a solução do problema, porém nada foi resolvido.” 


Resposta 

A Vivo informa, por meio de nota, que a solicitação do cliente já foi atendida e que os valores referentes às locações de títulos foram estornados.

Drogaria São Paulo 

O operador de telemarketing Allisson Oschvat Oliveira, 29 anos, da Vila Granada (zona leste), conta que fez uma compra no site da Drogaria São Paulo, mas não recebeu os produtos. “Quero meu dinheiro de volta.” 


Resposta 

A Drogaria São Paulo lamenta o ocorrido e está em contato com o cliente para tratativa e resolução do caso”.


Magazine Luiza 

A assistente operacional Raquel Ferreira Valadão, 33 anos, do Parque Santa Cecília (zona sul), conta que comprou um guarda-roupa no Magazine Luiza e o produto foi entregue com defeito. 


Resposta 

O Magazine Luiza informa que entrou em contato com a cliente e verificar à possibilidade de troca do guarda-roupa por outro de sua escolha. 

Claro

"Estou com um problema na minha conta de celular da Claro. Todas as ligações que faço estão sendo cruzadas e não consigo mais telefonar para ninguém. Já perdi muitas recargas de créditos por não conseguir usar meu celular. Tentei, por muitas vezes, falar com a Claro, mas nunca resolveram o problema", diz Eliane Lemos, 53 anos, de Santo André (ABC)

Resposta 

A Claro informa, em nota, que entrou em contato com a leitora e realizou os ajustes necessários. A empresa diz ainda que continua à disposição por meio de todos os canais de atendimento disponibilizados. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.