Sabesp suspende cobrança de água para 506 mil famílias carentes

A medida vale por 90 dias para amenizar impacto da pandemia na economia popular

São Paulo

O Estado de São Paulo informou nesta quinta (19) que a Sabesp irá suspender a cobrança da tarifa social de água para 506 mil famílias carentes em todo o estado. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB).

A medida vale a partir de 1°de abril e tem o objetivo de combater o impacto econômico da pandemia do novo coronavírus na economia popular.

De acordo com o governador, são as famílias de menor renda, as mais prejudicadas pela crise econômica. "Essa tarifa não será cobrada em abril, maio e junho, exatamente das famílias mais vulneráveis", disse Doria.

Rivaldo Gomes -18.mar.20/Folhapress

Para ter acesso à Tarifa Social residencial preciso cumprir alguns critérios:

  • Renda familiar de até 3 salários mínimos (R$ 3.135, hoje)
  • Morar em habitação subnormal (de madeira ou alvenaria, rústica) com área útil construída de até 60m²
  • Consumir até 170KW/mês de energia elétrica por mês
  • Não haver débitos para o imóvel
  • Comprovar o enquadramento na tarifa social a cada 24 meses
  • Consumir no máximo 15 metros cúbicos
  • Ter sido demitido sem justa causa

Para se cadastrar na Tarifa Social da Sabesp é necessário preencher questionário entregue em uma agência da companhia.

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.