Plano de saúde nega teste de coronavírus, diz leitora

Enfermeira afirma que, mesmo com sintomas da doença, sua mãe não foi testada

São Paulo

A enfermeira Jaqueline Martins de Sousa, 34 anos, de Diadema (Grande SP), conta que sua mãe Sueli Alvina Martins de Sousa, 58, tem o plano de saúde do Grupo Notredame Intermédica, mas reclama que, mesmo apresentando sintomas de coronavírus, não foi realizado o exame para comprovar a Covid-19.

“Levei minha mãe quatro vezes a um hospital da rede credenciada, mas tive que pagar um exame particular para detectar a doença. Os médicos que a atenderam disseram que o protocolo é solicitar o teste apenas para pacientes internados ou profissionais do hospital.”

Jaqueline Martins de Sousa afirma que Notredame não fez exame de Covid em sua mãe e, agora, ela está internada - Arquivo pessoal

Jaqueline relata que a mãe está com falta de ar e, por isso, foi pedida uma tomografia para ver como estava o pulmão. “Foi verificado que havia um comprometimento moderado, necessitando de internação, mas, mesmo assim, demoram para realizar esse atendimento. É um absurdo a forma como os clientes são tratados”, queixa-se à reportagem do Agora.
“Minha mãe paga R$ 650 pelo convênio para passar por esse tipo de constrangimento? Será que eles esperam que a minha mãe piore porque eles não têm a capacidade de fazer um teste ao qual ela tem direito?”, diz.
A leitora afirma esperar que sua reclamação mostre a situação que a população está vivendo. “Quero que as pessoas tomem conhecimento do descaso que os cidadãos sofrem ao ficarem doente. Afinal, o que está claro é que, para os convênios médicos, nós servimos apenas para pagar.”

Hospital interna paciente

O Grupo Notredame Intermédica afirma que, de acordo com o relatório emitido pelo diretor do Hospital Bosque da Saúde (zona sul), a paciente foi devidamente atendida, conforme os sintomas relatados e avaliação clínica, tendo sido medicada e orientada. O plano de saúde relata que segue os protocolos clínicos e técnicos, assim como as orientações do Ministério da Saúde. O grupo diz que a paciente foi internada, com todos os cuidados. O convênio não se pronunciou sobre o teste. “Minha mãe foi internada após a quarta consulta. Graças a Deus ela já teve alta.”

Assuntos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.